Por meio de nota, divulgada às 12h46 desta terça no Twitter, o Inep informou que identificou uma “inconsistência no código do sistema de seu portal”

Segundo o INEP, entre os mais de 2,7 milhões de textos corrigidos, 28 candidatos obtiveram a nota máxima na Redação e mais de 87 mil zeraram a atividade. (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seguem relatando dificuldades para acessar as notas da prova na manhã desta terça-feira, 30. Os resultados foram liberados na noite de segunda-feira, mas o sistema passou por instabilidades à noite. Na manhã desta terça-feira, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, identificou nova “inconsistência”.

Alguns estudantes não conseguem carregar a Página do Participante, onde estão disponíveis as notas. Outros até conseguem abrir a página, mas só visualizam os resultados dos anos anteriores.

Por meio de nota, divulgada às 12h46 desta terça no Twitter, o Inep informou que identificou uma “inconsistência no código do sistema de seu portal” nesta terça. Segundo o órgão, a inconsistência foi corrigida pela equipe do instituto às 7h38. “Com isso, o sistema passou a ser corrigido gradativamente, até seu completo restabelecimento, às 9h30”, informou o Inep. Mesmo após as 9h30, porém, os estudantes continuavam com dificuldades de acesso.

O Inep divulgou o resultado para os candidatos que fizeram a prova física, o Enem digital e o Enem PPL, modalidade destinada para pessoas privadas de liberdade. Para conferir o desempenho, é necessário acessar a Página do Participante com login e senha individuais do candidato.

Os candidatos também podem conferir o seu desempenho por meio do aplicativo Enem Inep disponível no Google Play (para dispositivos Android) e na App Store (para iOS).

O Inep divulgou na segunda os resultados gerais dos estudantes na prova. Segundo o órgão, entre os mais de 2,7 milhões de textos corrigidos, 28 candidatos obtiveram a nota máxima na Redação e mais de 87 mil zeraram a atividade.

Já entre as provas com questões objetivas, a que teve maior média geral foi a de Linguagens, códigos e suas tecnologias, com 523,98 pontos. Matemática ficou com a média geral em 520,73, seguida de Ciências Humanas, com 511,64 e Ciências da Natureza, com 490,39.

As notas do Enem podem ser usadas pelos estudantes para concorrer a vagas no ensino superior público ou a bolsas e financiamento em faculdades privadas.

Escreva um comentário