Covid-19: Restam 8 vagas em UTIs públicas para pacientes graves

Lotação na manhã desta segunda-feira (5/4) chega a 98,01%. Há apenas um leito para crianças, dois para recém-nascidos e cinco para adultos

Com mais de 98% de lotação nas UTIs para covid-19, DF está em estado crítico – (crédito: Miguel Schincariol/AFP)

Uma semana depois da flexibilização das medidas de restrição ao comércio, a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais públicos está em 98,01%. Segundo dados do InfoSaúde, restam apenas oito vagas para o tratamento de pacientes mais graves acometidos pelo coronavírus.

A rede pública conta com 430 leitos para esses pacientes, mas 395 estão cheios, um está bloqueado e outros 26 aguardam liberação para serem preenchidos. Desses vagos, apenas cinco são para adultos; dois leitos são destinados a recém-nascidos e um é leito pediátrico. Com isso, os índices de lotação são de 98,7% nas UTIs para adultos, 75% nas neo-natais e 90% nas pediátricas.

Fila

Enquanto isso, 278 pacientes com suspeita ou confirmação do diagnóstico de covid-19 esperam na fila por uma vaga nas UTIs do Distrito Federal. Nesse domingo (4/4), 1.088 novos casos da infecção foram notificados, que já somam 349 mil, e 53 mortes pela doença foram contabilizados pela secretaria de Saúde. No acumulado da pandemia, 6.295 morreram de covid-19 no DF.

Rede privada

As UTIs em hospitais privados também estão cheias e se aproximam da lotação máxima: nesta manhã, todas as vagas em leitos pediátricos estavam ocupadas; os leitos adultos atingiram a taxa de 99,29% de lotação – há apenas três vagas sobrando, entre os 434 leitos mobilizados.

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Médicos veem flexibilização precoce da quarentena em SP

Eles temem por um novo colapso da rede hospitalar e apontam o risco de um “ciclo sem…