Saúde busca identificar infectado pela cepa britânica no DF

Homem colheu amostra no Piauí, mas está cadastrado no SUS com endereço do DF. A pasta busca identificá-lo para realizar a vigilância epidemiológica

A circulação da cepa britânica no DF foi registrada no site da Fiocruz –

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal busca identificar o homem que teria testado positivo para a variante britânica da covid-19. Conforme adiantado pelo Correio e confirmado pelo secretário Osnei Okumoto, um homem colheu a amostra de genomas no Piauí, porém, como o endereço cadastrado no Sistema Único de Saúde é do DF, o resultado foi protocolado como sendo da capital federal.

“Buscamos saber se ele esteve aqui, se realmente mora aqui ou se mora no Piauí e ainda não atualizou os dados no SUS”, disse Okumoto.

Apesar disso, o secretário reforça que a pasta ainda não recebeu uma confirmação dos laboratórios de referência sobre a presença da variante inglesa no DF. “Nós acompanhamos todos os resultados de infecção pela covid-19, independente da cepa, e realizamos a vigilância epidemiológica”, disse o diretor de vigilância epidemiológica, Cássio Peterka.

Porém, há uma preocupação da pasta em relação a isso. “As novas variantes estão chegando no DF e isso preocupa”, disse Osnei Okumoto.

A declaração foi feita na tarde desta quinta-feira (18/2), durante a cerimônia de lançamento do serviço de agendamento da vacinação contra a covid-19.

Agendamento

Conforme adiantou o Correio, a Secretaria de Saúde lançou um programa de agendamento da vacina contra covid-19. Neste momento, apenas pessoas que vão receber a segunda dose entre 22 e 26 de fevereiro poderão agendar a hora e o local ode desejam receber a vacina. São 18.900 vagas somente para aplicação da segunda dose da CoronaVac. Quem utilizou a AstraZeneca ainda não deve tomar a segunda dose.

A ferramenta vai valer para todos os pontos de vacinação, nas unidades de drive-thru.

O agendamento já pode ser feito a partir desta quinta-feira (18/2). Para fazer o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de aplicação da primeira dose e qual laboratório da vacina que recebeu. Depois, será necessário imprimir o comprovante de agendamento e apresentá-lo na hora da vacinação.

A plataforma estará inserida no site da SES-DF e poderá ser acessada pelo link: vacina.saude.df.gov.br. Caso a experiência seja positiva, a pasta deve ampliar o programa para todos os grupos prioritários.

O agendamento será feito com um intervalo de meia hora entre os pacientes.

“É uma medida importa para evitar filas, aglomerações e dar maior comodidade para a pessoas que vão vacinar”, disse Okumoto.

Vacinação

A SES-DF espera receber, na próxima terça-feira (23/2), mais 100 mil doses de CoronaVac, vacina chinesa contra a covid-19. Caso o recebimento seja confirmado, a pasta deve ampliar a vacinação para pessoas de 75 a 78 anos, público com cerca de 20 mil pessoas residentes no DF.

Até o momento, a capital federal vacinou mais de 111 mil pessoas contra o novo coronavírus.

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Médicos veem flexibilização precoce da quarentena em SP

Eles temem por um novo colapso da rede hospitalar e apontam o risco de um “ciclo sem…