Prefeitura de SP vai construir 19 miniusinas de produção de oxigênio

As usinas serão construídas até o fim de abril em unidades de saúde da capital paulista para dispensar o transporte de oxigênio em cilindros

Trabalhador da saúde leva tanques de oxigênio à emergência de hospital. (Paul Hanna/Bloomberg)

A prefeitura de São Paulo anunciou que vai construir 19 miniusinas capazes de produzir oxigênio dentro das próprias unidades de saúde. De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), o objetivo é não precisar de transporte e garantir o fornecimento ininterrupto.

A construção será feita em duas etapas, a primeira, em 7 unidades de saúde, ficará pronta até o dia 15 de abril, e a restante até o fim de abril. Toda a estrutura será capaz de garantir o fornecimento de oxigênio para 596 leitos de enfermaria e 211 de UTI.

Todas as usinas vão produzir 9 mil metros cúbicos de oxigênio por dia, o que equivale a 900 cilindros. Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, não há desabastecimento de oxigênio na cidade, mas pela alta necessidade no momento, o transporte pode dificultar a agilidade no fornecimento. Em março, a demanda aumentou 121%, se comparado com janeiro.

Além das usinas de oxigênio, a cidade vai abrir mais 60 leitos de UTI e 180 leitos de enfermaria, todos referenciados para covid-19. Também está nos planos da prefeitura a abertura de outros 55 leitos para atendimento a pacientes que não estão com a covid-19. Todos os leitos estarão em funcionamento até o fim de abril.

Vacinação

A prefeitura vai iniciar a imunização de idosos entre 69 e 71 nesta sexta-feira, 26. A aplicação é feita em todas as unidades de saúde da cidade, e nos 19 postos de drive-thru. Na quarta-feira, 24, o estado de São Paulo anunciou que vai começar a vacinar policiais e professores contra a covid-19 a partir do dia 5 de abril.

A imunização tem início com as forças de segurança. Nesta etapa estão 180 mil agentes, entre policiais militares, policiais civis, bombeiros e guardas municipais. Já os profissionais da educação serão vacinados a partir do dia 12 de abril. Mais de 5 milhões de pessoas no estado de São Paulo já receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19.

Serão imunizados todos os profissionais das redes pública e privada de ensino infantil, fundamental, médio e superior. A primeira etapa deve alcançar um total de 350 mil pessoas, incluindo professores, funcionários das escolas e diretores. O governo vai começar com a educação básica, para pessoas com mais de 47 anos. No caso da rede privada, será exigido contracheque de pelo menos dois meses de trabalho. Em breve o estado vai divulgar a data de início para fazer o pré-cadastro de vacinação desses novos grupos.

 

 

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Médicos veem flexibilização precoce da quarentena em SP

Eles temem por um novo colapso da rede hospitalar e apontam o risco de um “ciclo sem…