Pacientes com sequelas neurológicas provocadas pela Covid-19 são tratados na Rede Sarah, no DF

Programa de reabilitação é gratuito. Saiba como solicitar atendimento.

Pessoas com sequelas neurológicas da Covid-19 podem fazer reabilitação nos hospitais da Rede Sarah — Foto: Rede Sarah / Reprodução

Os hospitais da Rede Sarah estão com um programa de reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas da Covid-19. No Distrito Federal, duas unidades fazem o atendimento, que é gratuito: uma no Lago Norte, e outra na quadra 501 do Setor Médico Hospitalar da Asa Sul.

Segundo o hospital, não há limite de vagas. No DF, cerca de 200 pacientes estão fazendo a reabilitação neurológica. Pessoas que tiveram Covid-19 e ficaram com sequelas neurológicas podem fazer a solicitação de atendimento no site da Rede Sarah.

“Em geral, o tempo de espera é de até 20 dias após a solicitação. Cada caso é avaliado, levando em consideração casos prioritários”, diz o hospital.

Ainda de acordo com os responsáveis pelo programa, “os pacientes que tiveram as formas graves da Covid-19, com internação prolongada e necessidade de UTI, com consequente limitações motoras e/ou cognitivas com impacto significativo no cotidiano são atendidos com maior brevidade”.

Quais podem ser as sequelas neurológicas causadas pela Covid-19

  • Acidente Vascular Encefálico
  • Síndrome de Guillain-Barré
  • Inflamações na medula espinhal
  • Lesões do plexo braquial
  • Fraqueza muscular com dificuldade no movimento
  • Perda de força ou da sensibilidade nos membros superiores e inferiores
  • Alterações do equilíbrio e da coordenação motora
  • Alteração da memória, do planejamento e da iniciativa que requerem a necessidade de ajuda de terceiros no cotidiano

Equipe multidisciplinar

O programa de reabilitação para pacientes com Covid-19, na Rede Sarah, existe desde junho de 2020. A equipe é composta por médicos neurologistas, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais, pedagogos e professores de educação física.

Segundo a Rede Sarah, o trabalho é individualizado e leva em consideração o quadro e as necessidades de cada paciente. “Procuramos orientar a família para que participe visando à continuidade das atividades de reabilitação em casa. Trabalhamos com medicina e reabilitação baseada em evidências científicas”, diz o hospital.

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Com vacinação mais lenta, abril projeta mais de 80 mil mortes por covid

Variantes mais agressivas e aumento das mortes entre os mais jovens mostram que distanciam…