Governo antecipa abono salarial em virtude da covid-19

O abono do Pis/Pasep será pago na próxima semana para os trabalhadores nascidos de março a junho. Novo calendário foi publicado hoje no Diário Oficial

(crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O governo federal vai antecipar para a próxima semana o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep. A medida foi tomada em decorrência da pandemia de covid-19 e beneficia os trabalhadores que ainda não receberam o benefício no ano calendário de 2020/2021.

O valor do abono é proporcional aos meses trabalhados em 2019, e vai de R$ 92 a R$ 1.100, o teto do salário mínimo.

A antecipação do abono salarial já havia sido ventilada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como uma forma de estimular a economia neste momento de recrudescimento da pandemia e fim do auxílio emergencial. E foi confirmada nesta sexta-feira (5/2), com a publicação do novo calendário de pagamentos do abono salarial no Diário Oficial da União.

De acordo com a publicação, o abono salarial será pago para os trabalhadores nascidos em março e abril na próxima quinta-feira (11/2). Na mesma data, o benefício também será liberado para os nascidos em maio e junho, que receberiam o PIS/Pasep somente em março. O abono é referente aos meses trabalhados ao longo de 2019 e já foi pago aos demais trabalhadores entre julho do ano passado e janeiro deste ano.

O abono salarial é pago pela Caixa Econômica Federal para os trabalhadores do setor privado e pelo Banco do Brasil para os funcionários públicos. Por isso, quem tem direito ao benefício e já tem conta nesses bancos vai receber o abono ainda antes. Neste caso, o governo autorizou o depósito do abono, direto em conta, na próxima terça-feira (9/2).

13º salário

Ao anunciar a possibilidade de antecipação do abono salarial, Guedes indicou que o 13º salário dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também pode ser antecipado em virtude da pandemia de covid-19. A possibilidade foi, inclusive, reforçada nessa quinta-feira (4/2), quando o ministro ainda admitiu a volta do auxílio emergencial, ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). A antecipação do 13º, no entanto, ainda não foi confirmada pelo INSS.

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Entidades médicas lançam protocolo para triagem de pacientes da UTI

Associação Médica Brasileira divulgou nesta sexta-feira (9/4) protocolos que podem ser usa…