13338420

O maestro John Neschling exigiu ter acesso ao depoimento prestado por José Luiz Herência aos integrantes da CPI como condição para confirmar sua presença na reunião desta quarta-feira, 17.

O advogado dele, Eduardo Carnelós, já teve acesso aos documentos. Herência aceitou prestar depoimento aos parlamentares no mês de junho, mas em sessão fechada, pois as investigações correm em sigilo. Além de Herência, já foram ouvidos o secretário de Comunicação, Nunzio Briguglio Filho, e o ex-secretário da Cultura Juca Ferreira.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Estadao Conteudo

Escreva um comentário