Corpo em contêiner: homem foi atraído por promessa de sexo e drogas, diz Polícia Civil do DF

Corpo de homem é encontrado dentro de contêiner, em Ceilândia, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal concluiu a investigação sobre a morte de Westemberg Marques da Silva. O corpo dele foi encontrado por um sem-teto em um contêiner de lixo, no dia 23 de fevereiro, na QNN 27, em Ceilândia. O cadáver estava com as mãos e pés amarrados.

A investigação apontou que a vítima foi morta por asfixia no interior de uma casa, na QNN 21. Ao todo, cinco pessoas foram indiciadas pelo crime – três homens e duas mulheres – e se tonaram réus na Justiça por latrocínio e ocultação de cadáver.

Segundo o delegado à frente do caso, Thiago Peralva, da 19ª Delegacia de Polícia, uma das mulheres “foi responsável por atrair a vítima para a residência, convidando-a para participar de uma festa, onde rolaria muito sexo, bem como o uso de entorpecentes”.

“No interior desta residência, a vítima foi executada por asfixia por dois autores.”

Casa em Ceilândia onde, de acordo com PCDF, Westemberg Marques da Silva foi morto — Foto: Divulgação
Casa em Ceilândia onde, de acordo com PCDF, Westemberg Marques da Silva foi morto — Foto: Divulgação
O delegado contou ainda que Westemberg foi agredido dentro do imóvel, antes de ser asfixiado. No local, os policiais civis encontraram fios semelhantes aos que foram utilizados para amarrar a vítima, vestígios de sangue e um capacete.

“Os autores executaram a vítima com a finalidade de subtrair a quantia de R$ 1,2 mil, oriundos de um empréstimo. Além disso, os criminosos também subtraíram a motocicleta da vítima.”

Crime gravado
No dia seguinte ao crime, por volta das 5h, três criminosos usaram um carrinho de supermercado para transportar o corpo de Westemberg da casa onde houve o crime até o contêiner de lixo. A cena foi registrada por câmeras de segurança da região.

Durante a investigação, a Justiça expediu três mandados de prisão preventiva, que já foram cumpridos, entretanto, a prisão de dois suspeitos foi negada pelo judiciário. Um deles está preso em virtude de outro crime praticado após o latrocínio.

 

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Polícia Civil do DF faz operação para desarticular organização criminosa que roubou R$ 600 mil de contas bancárias

Grupo usou internet para cometer fraudes. Foram cumpridos mandados em Samambaia, Recanto d…