O acidente aconteceu na manhã de domingo (10/10), na região de Planaltina. O ciclista foi levado ao hospital em estado grave, mas não resistiu

(crédito: CBMDF/Divulgação)

O servidor da Universidade de Brasília (UnB) Marco Antônio Ferreira Lopes, 29 anos, dirigia o carro que atropelou o ciclista Gilson da Silva, 36, neste domingo (10/10), por volta das 6h, em Planaltina. A vítima foi levada ao Hospital de Planaltina em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.

Inconsciente, o ciclista foi atendido e transportado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) para a unidade de saúde com traumatismo craniano encefálico grave. O condutor do veículo, um Chevrolet Ônix de cor preta, não se feriu.

O Correio entrou em contato com a defesa do servidor que afirmou que o motorista não ingeriu bebida alcoólica e ficou em estado de choque após a colisão. A advogada Neiva Esser relatou que o rapaz cochilou ao volante pois estava há algumas noites sem dormir devido a problemas familiares.

“Infelizmente, ele catou uma guia, o airbag explodiu em seu rosto e ele perdeu completamente o controle da direção e colidiu com a bicicleta. Em nenhum momento ele ingeriu bebida alcoólica, não existem provas de embriaguez”, disse a profissional. Segundo a advogada, quando a polícia civil chegou ao local, o motorista chorava muito e não realizou o teste do bafômetro pois estava paralisado e tentando socorrer a vítima.

A reportagem entrou em contato com a 16ª Delegacia de Polícia, responsável por acompanhar o caso, mas, até o momento da publicação, não houve resposta sobre a prisão do acusado.

Escreva um comentário