8 regiões de SP regridem de fase na quarentena; bares fecham e comércio tem restrições

Doria afirmou que o governo federal é diretamente responsável pela situação vivida por Manaus, onde pacientes em hospitais morreram asfixiados por falta de oxigênio

(Roberto Parizotti/Fotos Públicas)

Quinze dias antes da data inicialmente programada, o governo de SP reclassificou as fases da quarentena em sete regiões do estado. Até agora na fase amarela, as regiões de Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté agora vão para a fase laranja, que fecha bares e restringe o funcionamento de comércio e serviços a oito horas por dia, até às 20h e com 40% da capacidade.

“Há uma indicação clara que a segunda onda se acentou no nosso país. E precisamos de cautela para proteger nossa população”, afirmou o governador João Dória ao anunciar a regressão de fases em coletiva de imprensa nesta sexta (15). O secretário de Saúde, Gean Gorinchteyn, afirmou que “só assim reduizermos os índices, que hoje são semelhantes ao que tivemos no pico da pandemia no ano passado”.

A nova reclassificação do plano São Paulo passa a valer nesta segunda-feira (18).

Com 69% de ocupação de leitos de UTI, a grande São Paulo ficou a 1% da fase laranja e, portanto, se mantém na fase amarela. Já Marília, que já estava na fase laranja desde a última sexta (8), agora tem 83% dos leitos de UTI ocupados e vai para a fase vermelha, a mais restritiva. Nela, apenas atividades essenciais podem seguir funcionando.

Os números atualizados da covid em SP já são semelhantes aos do pico da pandemia, em agosto, como adiantou na manhã desta sexta (15). A média de ocupação de leitos de UTI está em 67,5% e a média diária de novos casos bateu um novo recorde, alcançando 10.889 – 5% a mais que em agosto. Houve ainda uma alta de 2% no número de óbitos e 10% no número de internações.

As aglomerações do final do ano começaram a se revelar nas estatísticas de agora.

Gean Gorinchteyn, secretário de saúde de São Paulo

Regras da quarentena válida nas regiões que estão na fase 3, amarela

  • Capacidade de atendimento de comércio de rua, shoppings, bares, restaurantes e salões de beleza é de 40%, por no máximo 10 horas por dia, até as 22 horas. Antes os shoppings e comércio podiam abrir por 12 horas.
  • Bares podem funcionar até as 20 horas.
  • Restaurantes podem funcionar até as 22 horas, mas o serviço de bebida alcoólica precisa ser encerrado até 20 horas.
  • Eventos com público em pé estão proibidos. Só são permitidos eventos com pessoas sentadas e capacidade de 40%. É necessária a venda antecipada de ingressos.
  • Nas academias a capacidade máxima é de 40%.
  • Os parques continuam abertos.

Regras da quarentena válida nas regiões que estão na fase 2, laranja

  • Capacidade de atendimento de comércio de rua, shoppings, restaurantes é de 40%, por no máximo 8 horas por dia, até as 20 horas. Antes era capacidade de 20%, por 4 horas por dia.
  • Salões de beleza podem abrir, com 40% da capacidade. Antes eles precisavam fechar.
  • Bares só podem fazer atendimento no sistema delivery. Antes precisavam ficar fechados.
  • Nas academias a capacidade máxima é de 40%. Antes precisavam ficar fechadas.
  • Os parques continuam abertos.

Regras da quarentena válida nas regiões que estão na fase 1, vermelha

  • Capacidade de atendimento de comércio de rua, shoppings, restaurantes é de 40%, por no máximo 8 horas por dia, até as 20 horas. Antes era capacidade de 20%, por 4 horas por dia.
Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Médicos veem flexibilização precoce da quarentena em SP

Eles temem por um novo colapso da rede hospitalar e apontam o risco de um “ciclo sem…