Covid-19: Hospital de Planaltina registra 9 mortes em apenas um dia

Unidade de saúde montou leitos de UTI no centro cirúrgico para atender pacientes mais graves. Mesmo assim, o hospital está com lotação acima da capacidade

Não há mais leitos disponíveis em UTI em Planaltina e pacientes aguardam na fila – (crédito: Sílvio Ávila/AFP)

Nove pacientes perderam a vida no Hospital Regional de Planaltina na terça-feira (23/03) em razão da covid-19. A informação foi confirmada pela reportagem junto a fontes que atuam na unidade de saúde. Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram abertos no centro cirúrgico para atender pacientes mais graves.

Informações obtidas pelo Correio apontam que o hospital opera acima da capacidade e não existem mais leitos disponíveis para atender a quantidade de pacientes que chegam até o local precisando de internação imediata com suporte para respiração mecânica.

Atualmente, 15 pacientes aguardam transferência para um leito de UTI e 56 estão internados com covid-19. Na manhã desta quarta-feira (24/03), duas mortes em razão da doença haviam sido registradas. Um dos óbitos é do empresário Ricardo Cândido Cardoso, conhecido como Ricardo Adega, proprietário do Armazém Adega, conhecido na cidade. Ele era jogador de futebol e tinha 41 anos.

O empresário testou positivo para a doença há menos de um mês. Fazendo o tratamento com remédios em casa, começou a ter dificuldade para respirar e procurou o HRP no dia 9 de março. Sem conseguir atendimento, foi para o Hospital Regional de Sobradinho, onde recebeu oxigenação. Depois, os médicos informaram que ele precisava ser internado com urgência na UTI.

Somente no dia 13 de março a família conseguiu uma vaga no Hospital de Campanha de Santa Maria. “Tivemos que pagar uma ambulância particular para que ele fosse transferido”, conta a monitora escolar Beatriz Soares, 26, prima de Ricardo. No dia 15, o empresário precisou ser intubado. “De lá para cá, os médicos disseram que ele teve uma leve melhora, mas de segunda-feira para terça, comunicaram que ele estava em estado gravíssimo. A ventilação mecânica estava a 95%”, relata Beatriz.

A família ainda está em choque com a notícia. Várias pessoas da casa se infectaram também, mas todos tiveram sintomas leves. “A gente nem acredita. Um rapaz tão jovem, um atleta. Ele não tinha nenhum problema. Jogava bola, era forte. Achamos que o Ricardo ia sair do hospital com vida, ninguém estava esperando por isso”, emociona-se a prima do rapaz.

Procurada pelo Correio, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) disse que o Hospital Regional de Planaltina está com superlotação e que, hoje à tarde, 13 pacientes estavam aguardando por uma vaga de UTI e 35 esperavam por leito de enfermaria. Segundo a pasta, “pacientes menos graves, que não conseguirem atendimento, deverão procurar a unidade básica de saúde mais próxima”.

Neste sábado (20/3), o Correio divulgou um vídeo em que servidores do Hospital de Planaltina registram falta de oxigênio na UTI. Questionada se poderia faltar o item novamente, a secretaria disse, em nota, que “não há falta de oxigênio em nenhuma unidade da rede pública de saúde do Distrito Federal”.

 

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Entidades médicas lançam protocolo para triagem de pacientes da UTI

Associação Médica Brasileira divulgou nesta sexta-feira (9/4) protocolos que podem ser usa…