Câmara: Kataguiri, que ajudou a eleger Bolsonaro, tem 2 votos

Deputado fez discurso cheio de ataques contra o governo federal e usou acusações já explicadas pelo presidente da República

Em uma candidatura digna de partidos de extrema esquerda, como PCO e PSTU, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), que um dia já ajudou a eleger o presidente Jair Bolsonaro, decidiu, de última hora, fazer um “show” no Plenário da Câmara dos Deputados na noite de segunda-feira (1°), ao registrar uma suposta “candidatura de protesto”, que conquistou a famigerada marca de dois votos.

Em um discurso completamente acusatório contra o governo durante o posicionamento de sua candidatura, Kim Kataguiri (DEM-SP) afirmou que disputava a presidência da Câmara na forma de uma candidatura de protesto com pauta única: a defesa do impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Kataguiri também usou o espaço para acusar Bolsonaro de trair os eleitores, mas utilizou alegações que já foram explicadas pelo presidente da República, sobre as despesas pagas com o cartão corporativo e a extinção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

– [Bolsonaro] dobrou os gastos com cartão corporativo, sugeriu a extinção do Coaf [Conselho de Controle de Atividades Financeiras] para proteger a si mesmo e à família – acusou.

Sem uma plataforma clara para ser presidente da Câmara e com o discurso raso de ataques, Kataguiri recebeu apenas dois votos, ficando na penúltima colocação entre os oito candidatos. Em último, ficou o General Peternelli (PSL-SP), que recebeu um único voto.

Carregar Mais Publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ERROR: si-captcha.php plugin: GD image support not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable GD image support for PHP.

ERROR: si-captcha.php plugin: imagepng function not detected in PHP!

Contact your web host and ask them to enable imagepng for PHP.

Veja também

Novos ministros tomam posse com a missão de melhorar a imagem do governo

Em cerimônias reservadas de posse, novos ministros prometem ações que visam melhorar a ima…