• quinta-feira , 17 janeiro 2019

Votação da Luos pode ser adiada pela segunda vez

Por meio de nota, o relator da matéria, deputado Bispo Renato Andrade, disse que a lei não será colocada em pauta enquanto houver dúvidas

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo da Câmara Legislativa, deputado Bispo Renato Andrade, se manifestou por meio de nota na manhã desta quinta-feira (29/11) sobre a polêmica votação da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos). Relator da matéria, disse que a proposta “não será colocada em pauta enquanto o assunto não estiver pacificado com todos atores envolvidos: sociedade civil organizada, CLDF [Câmara Legislativa do Distrito Federal] e governo”.

O distrital acrescenta que ainda está analisando as emendas apresentadas e que a proposta não deve ser levada para votação em plenário sem o seu relatório, o que consideraria “um atropelo”. “Estão pressionando muito, mas vou analisar com calma. Estamos ouvindo escolas e escritórios de advocacia, por exemplo, para decidir o que é melhor para a sociedade. Se eu tiver dúvidas, não colocarei para votação”, comentou.

Apesar da próxima reunião da comissão estar prevista para acontecer na quinta-feira (6/12), Bispo Renato não garante que haverá uma data para a votação, que inicialmente seria em 11 de dezembro. “Sou favorável ao projeto, ele é necessário e urgente. Entendo que é fundamental para a população do Distrito Federal, mas não vou aprovar algo às pressas. Tivemos cerca de três anos para isso e querem aprovar em poucos meses?”, questionou.

Na tarde dessa segunda-feira (27/11), uma pancadaria encerrou o fórum de debates sobre a emenda substitutiva ao projeto. A briga generalizada ocorreu entre parte do público que participava da reunião no auditório da Casa e só acabou após a intervenção da Polícia Legislativa.

Veja Também