• quarta-feira , 14 novembro 2018

União põe 28 imóveis à venda no DF; veja detalhes

Ao todo, 21 apartamentos e sete terrenos são listados no edital. Valores vão de R$ 592 mil a R$ 7,39 milhões.

Fachada de um bloco de apartamentos na quadra 216 da Asa Norte, em Brasília (Foto: Google/Reprodução)

O governo federal lançou nesta quinta-feira (15) um edital com 28 imóveis à venda no Distrito Federal. Ao todo, 21 apartamentos na Asa Norte e na Asa Sul e sete terrenos residenciais do Lago Sul e do Guará II, que compõem o patrimônio da União, serão transferidos a donos privados.

Somado, o valor total dos 28 imóveis chega a R$ 39,5 milhões. Podem participar da concorrência pessoas físicas, jurídicas e em consórcio, exceto servidores do Ministério do Planejamento.

Os imóveis têm dimensões, instalações e preços variados. Há apartamentos de dois, três e quatro quartos, com áreas que variam de 84,7 a 169 metros quadrados. Os valores variam de R$ 592 mil a R$ 1,3 milhão. Todos os apartamentos estão no Plano Piloto – 14 na Asa Norte, e 7 na Asa Sul.

No Lago Sul, a metragem dos seis terrenos varia de 540 a 800 metros quadrados, e o valor, de R$ 1,28 milhão a R$ 2,12 milhões. No Guará II, há um único lote de 2,7 mil metros quadrados – o edital prevê preço mínimo de R$ 7,39 milhões.

A venda dos imóveis faz parte de diretrizes adotadas pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O órgão tenta reduzir custos e aumentar a arrecadação com a venda de bens desocupados, e que não comportam algum tipo de “uso público”.

Como vai funcionar?

Esplanada dos Ministérios vista de cima da Torre de TV, em Brasília (Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília/Divulgação)

A licitação será realizada no dia 18 de abril, a partir das 14h, no Bloco K da Esplanada dos Ministérios. Os interessados poderão apresentar apenas um “lance” por imóvel. A proposta vencedora será a de maior valor, que deve ser igual ou superior ao preço mínimo definido no edital.

As regras estão detalhadas no Diário Oficial da União e no site do Ministério do Planejamento. O pagamento do valor do imóvel deverá ser feito à vista, com recursos próprios ou via financiamento imobiliário do comprador.

Quem quiser visitar os lotes pode agendar horário em dias úteis até o dia 17 de abril, de 9h às 17h, pelo e-mail vendaspu@planejamento.gov.br ou pelo telefone (61) 2020-1904.

 

Veja Também