Segundo a Secretaria de Saúde, há nove pessoas na fila de espera com suspeita ou confirmação da covid-19. A capital tem ocupação total de 74,3% dos leitos de unidades de terapia intensiva na rede pública

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na rede pública está em 74,3% – (crédito: Arquivo)

O Distrito Federal tem 92 pacientes aguardando na fila de espera por um leito nas Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na manhã desta quarta-feira (21/7). De acordo com informações da Secretaria de Saúde, desse total, há nove pessoas com suspeita ou confirmação de covid-19.

Nesta terça, por volta das 8h30, a taxa de ocupação total de leitos de UTI para o novo coronavírus na rede pública era de 74,3%. Ao todo, a capital tem 422 vagas reservadas para pacientes com covid-19. Dessas, 133 estavam ocupadas e 46, livres. Há, ainda, 243 leitos bloqueados da rede pública.

Nos hospitais da rede privada da capital, a situação é semelhante. Dos 277 leitos reservados para pessoas contaminadas pelo vírus, 165 estavam ocupados, 48 vagos e 64 bloqueados. A taxa de ocupação de leitos de UTI adulto é de 77,73% e pediátrico, de 50% da capacidade.

Novos casos

O Distrito Federal registrou 480 novos casos e 10 mortes por covid-19 até as 18h da última terça-feira (20/7). Segundo a Secretaria de Saúde, o total chegou a 442.703 infecções e 9.501 óbitos confirmados desde o início da pandemia.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela pasta, a taxa de transmissão do vírus está em 0,97. Com as atualizações, a média móvel de casos chegou a 548,3, valor 24,3% menor do que há duas semanas. Já a mediana de mortes está em 13,4, equivalente a um aumento de 4,4% em relação a 6 de julho.

Das mortes registradas, 816 eram pessoas residentes em outras unidades da federação, sendo 699 do Goiás e o restante, de outros 14 estados.

Escreva um comentário