• segunda-feira , 12 novembro 2018

Trecho do Eixo Monumental será fechado novamente para Fórum Mundial da Água

Vias N1 e S1 ficarão interditadas entre a L4 e a Praça dos Três Poderes. Motivo é chegada do presidente da Colômbia para o evento.

Trecho do Eixo Monumental interditado nesta terça-feira (20) (Foto: Google Maps)

O Eixo Monumental, no centro de Brasília, será interditado no trecho entre a via L4 e a Praça dos Três Poderes entre as 9h30 e as 11h desta terça-feira (20). O motivo é uma solenidade militar de recepção de Michel Temer para o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, que chegará a Brasília para o 8º Fórum Mundial da Água.

De acordo com o Detran, a rota alternativa para quem quiser acessar a L4 será o acesso pelo estacionamento do Supremo Tribunal Federal, usando a via dos anexos do lado Sul (por trás da Catedral). Para quem usaria o Eixo Monumental no sentido contrário, rumo à rodoviária, a indicação também é usar o anexo dos ministérios.

O Detran informou ainda que, durante o dia, poderão ocorrer interdições momentâneas nas vias centrais para a passagem de chefes de Estado. A organização do fórum espera a presença a presença de líderes de dez países nos seis dias de evento.

Segundo dia

Trânsito na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (Foto: Dênio Simões/Agência Brasília)

Este será o segundo dia de interdições nas vias do Eixo Monumental por causa do fórum. Nesta segunda-feira (19), o trânsito ficou parcialmente fechado na altura da Esplanada dos Ministérios de 6h até 12h30.

Do lado sul, na via S1, a retenção no Eixo Monumental começou no Museu da República e seguiu até o fim da pista, na Praça dos Três Poderes. Já do lado norte, na N1, o bloqueio foi a partir do 1º Grupamento do Corpo de Bombeiros e seguiu até o Teatro Nacional.

Por causa dos bloqueios, o trânsito ficou congestionado nas vias S1 e S2 e no Setor de Administração Federal de 7h30 até 12h30, mesmo após a liberação do fluxo.

Fórum Mundial da Água

Esta é a oitava edição do Fórum Mundial da Água, realizado a cada três anos em um país diferente. A primeira edição ocorreu em 1997, em Marrakesh, no Marrocos, e a última em 2015, em Daegu, na Coreia do Sul.

O encontro deste ano traz o tema “Compartilhando Água”. O objetivo, segundo os organizadores, é estabelecer compromissos políticos e incentivar o uso racional, a conservação, a proteção, o planejamento e a gestão da água em todos os setores da sociedade.

Em Brasília, o fórum reúne representantes de mais de 170 países, entre cientistas, governantes, parlamentares, juízes, pesquisadores e demais cidadãos. A programação segue até sexta-feira (23).

 

Veja Também