• terça-feira , 20 novembro 2018

Teto do salão de embarque do aeroporto de Brasília desaba

O acidente aconteceu por volta das 16h, próximo ao portão 17 do embarque nacional. Na hora em que a estrutura caiu, chovia muito na região

Parte do teto do salão de embarque nacional do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek desabou na tarde deste domingo (18/02). O acidente aconteceu por volta das 16h, próximo ao portão 17. Na hora em que a estrutura caiu, chovia muito na região. Segundo testemunhas, ao menos uma pessoa ficou ferida e recebeu atendimento de equipe médica.

Equipes da Inframérica chegaram ao local do acidente por volta de 16h20 e isolaram a área para garantir a segurança dos passageiros e o funcionamento do terminal aéreo. Logo depois, homens do Corpo de Bombeiros fizeram uma perícia no teto, para certificar de que não haveria mais desabamentos.

Em nota, a Inframerica informou que o desabamento ocorreu, de fato, devido ao temporal que caiu na região, durante esta tarde. “Uma calha de escoamento de água pluvial sofreu entupimento, causando o descolamento de uma placa do forro do Terminal. O incidente provocou um vazamento de água em frente ao portão 17”, descreve o texto.

A concessionária acrescentou que o passageiro ferido foi encaminhado ao hospital, onde passou por exames, e já recebeu alta. Apesar do mau tempo, o Aeroporto de Brasília teve apenas um voo atrasado. As más condições meteorológicas causaram a suspensão de pousos e decolagens entre as 16h12 e 16h28.

Caroline Dias de Andrade, 24 anos, trabalha em uma loja próxima de onde o teto que desabou. Ela havia acabado de passar pelo local quando tudo aconteceu. “Eu virei de costas e despencou uma parte do teto, em cima de um quiosque onde os funcionários trabalham com venda de assinaturas de revistas e malas. Uma pessoa ficou bem machucada, provavelmente um funcionário de lá”, contou. Devido ao acidente, Caroline teve de fechar a loja, uma vez que o trânsito no espaço foi proibido temporariamente. “Foi uma confusão. Interditaram tudo e quem embarcava em portões que ficavam depois da área interditada teve que dar uma volta”, disse.

 

Outros casos

Em 27 de janeiro, a estrutura que sustentava uma televisão na área de embarque internacional também caiu em um dia de chuva. Ninguém se feriu. Em 17 de novembro de 2015, uma forte chuva fez com que parte do teto do saguão de espera, no Terminal 2, despencasse. À época, por conta das condições climáticas, nove voos sofreram atrasos.

Veja Também