• domingo , 24 março 2019

TCDF determina demissão imediata de Tanezini, diretor do Metrô-DF

Por unanimidade, a Corte de Contas entendeu que ele está inabilitado para assumir cargos públicos até junho

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) decidiu por unanimidade, nesta quinta-feira (28/2), determinar a demissão imediata de Luiz Carlos Tanezini do cargo de diretor técnico do Metrô-DF. O governador Ibaneis Rocha (MDB) será comunicado nesta sexta-feira (1°/3).

Os conselheiros entenderam que Tanezini (foto em destaque) não pode assumir cargos públicos até junho. Em 2014, a Corte de Contas o condenou à inabilitação para exercício de cargo em comissão ou função de confiança na administração pública do DF por cinco anos.

Com base na decisão, o Ministério Público de Contas (MPC-DF) protocolou representação com pedido de cautelar, na qual aponta irregularidade na indicação dele para a diretoria do Metrô-DF.

Uma multa a Tanezini imposta pelo próprio TCDF foi paga por empresa contratada do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) quando ele ainda era diretor-presidente da autarquia. O fato “denota desrespeito aos princípios constitucionais da moralidade administrativa e da impessoalidade”, segundo a decisão do TCDF na época.

O engenheiro civil formado na Universidade de Brasília (UnB) esteve à frente do DER-DF de 2007 a 2010. Em maio de 2018, foi nomeado como diretor de Engenharia da Valec. Em 8 de janeiro de 2019, assumiu a Diretoria Técnica do Metrô-DF.

O outro lado
Por meio de nota, o Metrô-DF disse que não vai comentar a determinação do TCDF. Procurado pela reportagem, o GDF encaminhou a mesma nota enviada pela empresa. Até a última atualização deste texto, Tanezini não havia sido localizado.

Fonte Metropoles

 

Veja Também