• terça-feira , 14 agosto 2018

Projeto Clube do Choro 40 anos continua até março no espaço

Hoje a apresentação é com a banda de forró Cangaceiros do Cerrado

 

Credito: Ingrid Nalu/Divulgacao. Cangaceiros do Cerrado.

O projeto Clube do Choro 40 Anos, desenvolvido ao longo de 2017, vai se estender até março próximo. Na programação, em que tem havido predominância de grupos instrumentais, abriu-se espaço para artistas de outros gêneros musicais. É o caso da banda de forró Cangaceiros do Cerrado, responsável pelo show de hoje, às 21h.

Ao ocupar o palco do Espaço Cultural do Choro nesta noite, Helder Nascimento (violão, voz e triângulo), Lico do Acordeon (sanfona e voz), Wencell Castro (bateria) e Sidney Sheikor (baixo) vão passear por repertório que inclui clássicos de consagrados compositores de ritmos nordestinos e músicas autorais. Eles têm como convidados Dada Nascimento (acordeon e voz), Beto Dourah (violão e voz) e o Trio Baru.
Criado há 10 anos, o conjunto tem se destacado na cena musical brasiliense. Embora faça mais apresentações no período das festas juninas, mantém uma alentada agenda de shows nos outros meses. “Temos participado de importantes projetos, como Maior São João do Cerrado, Feira de Artesanato e Cultura Popular e também em eventos do Centro de Tradições Gaúchas e da Igrejinha de Fátima (307/ 308 Sul). Mas com frequência mostramos nosso trabalho a casas noturnas, entre as quais, Feitiço Mineiro, Bar Brahma, Fulô do Sertão e Sabor de Codorna”, conta o vocalista e violonista e líder do grupo Helder Nascimento.
Pernambucano de Recife e morador em Brasília desde a década de 1980, ele conta que esta é a terceira vez que o Cangaceiros do Cerrado toma parte em projetos do Clube do Choro. “Para nós, tocar num espaço de tamanha importância para a cultura no Distrito Federal e referência musical em todo o país e até no exterior é motivo de orgulho”, destaca Helder.
Sobre o show de hoje, ele diz que faz parte da comemoração dos 10 anos da banda. “Vamos levar para o público uma espécie de revisão da nossa trajetória, interpretando clássicos da obra dos mestres Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Nando Cordel, Maciel Melo, e de novos nomes do forró nordestino, entre eles Flávio Leandro, Israel Filho e Nanado Filho”, anuncia.
Do repertório fazem parte, ainda, músicas de autoria de Helder Nascimento, compostas em parceria com Iranildo Machado (Forró de Brasília e João e Barro) e Roberto Sávio (Som do cangaço). As três estão disponíveis no YouTube. “Outra música que vamos tocar é Flor divina, do compositor potiguar Geraldo Carvalho”, acrescenta.
“Vamos levar para o público uma espécie de revisão da nossa trajetória, interpretando clássicos de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Nando Cordel, além de novos nomes do forró nordestino”
Helder Nascimento, músico
 
Cangaceiros do Cerrado
Show do grupo, com a participação de convidados, hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.

Veja Também