• sábado , 23 março 2019

Primeiros atos de Ibaneis: mutirão nas cidades, saúde e tapar buracos

Um dia após a posse, nova gestão do GDF começa os trabalhos. A prioridade zero é a saúde, afirma o governador

A gestão de Ibaneis Rocha (MDB) à frente do GDF começou oficialmente na terça-feira (1º/1) com a promessa de trabalho intenso. No primeiro dia de 2019, o novo titular do Executivo distrital participou de eventos oficiais – como missa no Santuário Dom Bosco, posse na Câmara Legislativa e troca de faixa no Palácio do Buriti – e fez uma série de anúncios e promessas, que já começam a se estruturar nesta quarta-feira (2).

Logo pela manhã, uma equipe da Secretaria de Saúde se encontra para definir diretrizes para o setor que Ibaneis chama de “prioridade zero”. A partir das 14h, o governador participa de evento, na Residência Oficial de Águas Claras, com seus 26 secretários para alinhar os atos dos próximos dias.

Em um primeiro momento, eles tratarão de assuntos como o programa SOS Distrito Federal, que deve ser anunciado em 4 de janeiro. A intenção é promover uma série de ações emergenciais, como reformar escolas e tapar buracos no asfalto. O governador também ressaltou o cumprimento de promessas de campanha em áreas cruciais para a capital.

Vamos cuidar da saúde. É uma determinação imediata. Também precisamos de medidas na área da segurança. Trazer mais policiais, principalmente aqueles que estão na reserva e aposentados, para que a gente possa reabrir as delegacias do DF

Ibaneis Rocha, governador do DF

Logo após a posse, o governador publicou edição especial do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), na qual constava a exoneração de comissionados nomeados durante a gestão de Rodrigo Rollemberg (PSB). A exceção ficou por conta de titulares de cargos nas polícias Civil e Militar e em órgãos como as casas Civil e Militar, a Defensoria Pública do DF (DPDF) e o Instituto de Previdência dos Servidores (Iprev), entre outros. O documento ainda apresentou a estrutura do novo governo.

Ao todo, ficaram definidas 26 secretarias e foram publicados os nomes de 29 integrantes do alto escalão, empossados por Ibaneis durante cerimônia na Praça do Buriti na manhã de terça (1°).

Confira ações anunciadas por Ibaneis para os primeiros dias de sua gestão:

Prioridade zero é a saúde
O alinhamento com a equipe será firmado nesta quarta-feira (2), após reunião às 14h. A intenção é realizar mutirões para atender quem espera por exames e cirurgias, acabar com as filas de espera, otimizar a estrutura, contratar mais profissionais, reestruturar o modelo do Instituto Hospital de Base (IHBDF) e fazer a informatização de todos os dados do setor.

SOS Distrito Federal
A previsão é de que na sexta-feira (4) Ibaneis anuncie como será realizado o programa para mitigar os problemas relacionados à conservação urbana que afligem as regiões administrativas. O governador quer indicar os administradores regionais ainda esta semana, para colocar em prática o projeto batizado de SOS Distrito Federal.

O governador promete trabalhar para que, logo em seguida, estejam nas ruas equipes para realizar limpeza e melhoria do asfalto, tapando os buracos nas pistas, por exemplo.

A estimativa inicial era de começar o serviço nesta quarta (2), mas o novo chefe do Executivo local quis ampliar o programa, com a reforma de escolas e pintura de meio-fio. Será uma proposta arrojada de recuperação do Distrito Federal, segundo a equipe do governador.

Reunião com o secretariado
Ibaneis se reúne, a partir das 14h desta quarta-feira (2), com seus 26 secretários para alinhar as diretrizes de governo. O encontro ocorre na Residência Oficial de Águas Claras.

A expectativa é de que cada área tenha metas a curto prazo, para que a população veja o resultado da implementação de ações rapidamente.

Segurança pública
O chefe do Executivo local assegurou que irá reabrir as delegacias fechadas. O governador vai retomar o horário de funcionamento 24 horas.

Das 33 delegacias que deveriam operar em regime de plantão, 15 não funcionam à noite nem nos fins de semana e feriados, conforme levantamento do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), Rodrigo Franco.

Sem conflito entre as corporações
Ainda na área de segurança, Ibaneis deixou claro, em discurso durante a posse, na Câmara Legislativa, que não irá tolerar conflito entre as corporações. Ele classifica a segurança pública como “um caos” e, segundo o emedebista, mesmo assim, os órgãos se veem no direito de brigarem entre si.

O governador afirmou que a Polícia Civil, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar terão de se reportar ao secretário de Segurança Pública, Anderson Torres.

Nomeações
O governador pretende organizar as nomeações para recompor o quadro de servidores exonerados no “decretão” publicado no primeiro dia do ano. Segundo o secretário de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão, André Clemente, entre os alvos da tesourada estão cargos comissionados, que fecharam a gestão Rodrigo Rollemberg (PSB) em torno de 16 mil.

“Nós vamos iniciar nomeando apenas 30% e identificando as necessidades. Queremos chegar a um número menor do que existe hoje”, assinalou Clemente.

Nova estrutura do GDF
Na edição especial do DODF de terça-feira (1º), Ibaneis publicou o esqueleto da administração pública local. Uma mudança chamou atenção: a Casa Militar, que tinha status de primeiro escalão, agora ficará subordinada à Secretaria da Segurança Pública.

No total, serão 26 secretarias, com destaque para novidades como as pastas dedicadas à Juventude, à Mulher e às Relações Internacionais.

Servidores
O novo governador promete valorizar os servidores da capital da República, começando com os funcionários da segurança, saúde e educação. Contudo, faz um alerta: pretende cobrar resultados com firmeza.

Um dos maiores desafios é conceder o prometido reajuste salarial às diversas categorias que compõem o funcionalismo distrital.

Ampliação das Administrações Regionais
O governador Ibaneis vai ampliar o número de administrações para 34. Hoje, existem 31.

A medida será tomada nos próximos dias, por meio de decreto. Ele vai criar novas unidades do Pôr do Sol e Sol Nascente, de Arniqueiras e do Arapoanga.

Empresariado
Outra prioridade da gestão, segundo o chefe do Executivo local, é a geração de emprego. Ibaneis assinalou que vai dar credibilidade ao empresariado. Ele assegurou que irá lançar os editais das obras públicas previstos para 2019. O plano é de fazer um “choque na economia do DF” ao trazer novas empresas para a capital da República.

Habitação
Ibaneis conseguiu um contrato com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 1,3 bilhão a fim de construir 12,4 mil moradias populares no Itapoã. A ideia é iniciar as obras nas próximas semanas. Mas a demanda é ainda maior: 100 mil novas residências, conforme apontou a equipe do governador. Fonte: Portal Metrópoles

 

WhatsApp Image 2019-01-01 at 12.53.41

Veja Também