• quarta-feira , 23 janeiro 2019

Presidente do Ibama pede exoneração após críticas de Bolsonaro

Presidente criticou a quantidade de dinheiro que o órgão gastou no aluguel de veículos em seu ataque mais recente à agência de proteção ambiental

Presidente do Ibama,Suely Araújo, durante coletiva de divulgação dos dados preliminares do desmatamento no Cerrado, referentes aos anos 2016 e 2017, durante entrevista coletiva. (José Cruz/Agência Brasil)

A presidente do Ibama pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira depois que o presidente Jair Bolsonaro criticou a quantidade de dinheiro que o órgão gastou no aluguel de veículos em seu ataque mais recente à agência de proteção ambiental.

Suely de Araújo comandava o Ibama desde 2016. Uma porta-voz do Ibama disse que a presidente do Ibama pediu exoneração depois que Bolsonaro sugeriu no Twitter que há irregularidades no orçamento do órgão, que inclui 28,7 milhões de reais em aluguel de veículos neste ano. Bolsonaro tem frequentemente atacado o Ibama, que tem entre suas atribuições fiscalizar o desmatamento e a mineração ilegal na Amazônia.

 

</p

 

Veja Também