• terça-feira , 14 agosto 2018

Preço da gasolina no DF vai cair quando houver reabastecimento de álcool anidro, diz governo

Carência da substância permitiu que postos vendessem gasolina ‘mais pura’. Expectativa é de redução até quarta (30).

O preço do litro da gasolina em Brasília, que aumentou até R$ 0,20devido à paralisação dos caminhoneiros, deve cair nesta quarta-feira (30), segundo o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio. Ele disse  que governo vai escoltar caminhões que garantam o reabastecimento de álcool anidro, substância misturada à gasolina para barateá-la (leia mais abaixo).

“Acreditamos que, a partir de hoje (terça), já teremos quantidade suficiente (de álcool anidro). Um aumento momentâneo será sentido, no mais tardar, até amanhã (quarta). Mas este é um fator pontual, existem outras variáveis que nós não controlamos”, disse Sampaio.

Sérgio Sampaio, secretário da Casa Civil do GDF (Foto: Letícia Carvalho/G1)

O governo do DF prometeu enviar, ainda nesta terça (29), comboios com forças de segurança para Betim (MG), onde este tipo de álcool é distribuído, para fazer a escolta de caminhões na volta para Brasília.

De acordo com Sampaio, a operação vai reunir as polícias Militar e a Rodoviária Federal, a Força Nacional e, “eventualmente”, o Exército.

Motoristas enfrentam fila para abastecer em posto de combustível na quadra 211 Norte, em Brasília, nesta quinta-feira (Foto: Bruno Spada/Tripé Imagem/Estadão Conteúdo)

Gasolina ‘pura’

A carência do álcool anidro tem forçado postos do Distrito Federal a vender gasolina “mais pura”, com percentual da substância abaixo da média. Isso é o que justifica a alta dos preços, segundo o Sindicato dos Donos de Postos de Combustível do DF (Sindicombustíveis).

Antes da paralisação, o percentual de álcool na mistura era de 27%. Após a greve, a quantidade foi reduzida para 18% pela primeira vez no DF. A mudança foi autorizada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Caminhões de gasolina retidos no Setor de Inflamáveis do DF (Foto: TV Globo/Reprodução)

Volta à normalidade

A previsão do GDF para a normalização da oferta de combustíveis no Distrito Federal é até a próxima segunda-feira, 4 de junho, com a redistribuição de álcool anidro e a escolta diária de caminhões do Terminal de Abastecimento da Petrobras, no Setor de Inflamáveis.

Posto de gasolina em Uberaba (Foto: Neto Talmeli/Prefeitura de Uberaba)

Entre sábado (26) e segunda (28), a Polícia Militar escoltou 550 caminhões para reabastecer postos da capital. O governo fala em 10 milhões de litros de gasolina, diesel e etanol distribuídos. Mesmo assim, os postos continuam a formar filas porque a demanda reprimida é “muito maior”, segundo Sérgio Sampaio.

Veja Também