• segunda-feira , 12 novembro 2018

Portabilidade de celular cresce no DF no primeiro trimestre de 2018

Ao todo, 34,5 mil linhas móveis foram migradas no período. Números acompanham tendência nacional de mais migrações de operadoras.

Consumidores usam celular durante apresentação de novo smartphone da Xiaomi. (Foto: Edgard Garrido/Reuters)

O Distrito Federal registrou 34.528 mudanças de operadora de telefonia móvel nos primeiros três meses de 2018. Isso representa um aumento de 34% em comparação com os números de 2017. Os dados são da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), que administra a portabilidade no país.

O resultado do DF também mostra uma diminuição de mudanças referentes a linhas fixas. No primeiro trimestre de 2016, 66% das migrações eram de telefones fixos. Já neste ano, a proporção caiu para 30%.

De acordo com a ABRTelecom, isso demonstra uma inversão no movimento das migrações, já que o DF foi “uma das raras unidades da federação que registravam mais migrações no serviço fixo do que no móvel”.

Desde que a portabilidade passou a ser implantada no DF, em 9 de fevereiro de 2009, foram 1,63 milhão de transferências, sendo que 49% são de números fixos e 51%, de móveis.

Quantos aos dados nacionais, no primeiro trimestre deste ano, foram 1,18 milhão de migrações de celular (76% de todas as portabilidades). Ou seja, houve um aumento de 31% em comparação com o mesmo período de 2017.

Portabilidade de celular no DF

SERVIÇOS 1º trim/2016 1º trim/2017 1º trim/2018
FIXO 47.343 16.099 14.804
MÓVEL 23.466 25.668 34.528
TOTAL 70.809 41.767 49.332

Veja Também