• terça-feira , 19 março 2019

Por falta de mesa e cadeira, provas do PAS começam com 1,5 h de atraso, dizem alunos

Candidatos relataram que tiveram de esperar em pé, no sol. Caminhão precisou trazer os móveis de outra escola.

As provas do PAS – uma das formas de seleção para a Universidade de Brasília (UnB) – começaram no domingo (9) com uma hora e meia de atraso no Gisno, colégio da 907 Norte. Alunos disseram que os portões levaram meia hora para serem abertos.

Os candidatos relataram que tiveram de esperar em pé, no sol. Também declararam falta de cadeira e mesas suficientes nas salas. Por isso, um caminhão precisou trazer os móveis de outra escola.

“Sabe quem foi que ficou prejudicado diante toda essa situação? Sim, eu que sofro de ansiedade e tiver crise durante a prova e não havia nenhum paramédico no local para me socorrer, e os outros mais de 100 alunos que ali estavam para prestar o vestibular, na qual nos preparamos durante todo o ano na esperança de conseguir uma bolsa na Universidade Federal”, disse uma estudante nas redes sociais.

O Cebraspe, que organiza a prova do PAS, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Parte do grupo aglomerado em frente ao Gisno reclamando do atraso — Foto: Reprodução

Parte do grupo aglomerado em frente ao Gisno reclamando do atraso

O Gisno faz parte dos 75 locais de prova usados no DF, em Goiás e em Minas Gerais. O PAS seleciona alunos para começar o curso no primeiro ou no segundo semestre – na hora do resultado, o estudante fica sabendo para qual período se classificou.

Dos 56.904 inscritos, 2.182 não compareceram. Isso significa uma abstenção de 3,83%. A seleção, dividida em três etapas ao longo do ensino médio, deve preencher 4.222 vagas na UnB em 2019.

As provas incluem questões de exatas e humanas, além de uma redação em português e testes de idiomas e artes. Fonte: Portal Veja

Veja Também