• segunda-feira , 18 fevereiro 2019

Polícia da Câmara orienta deputado contra a ‘fraude do oportunista’

Em Brasília, todo cuidado é pouco

Doce jornada - Plenário da Câmara na tarde da última quarta, 29: sem votação de projetos para o país (Cristiano Mariz/VEJA)

A Polícia Legislativa da Câmara distribuiu orientações de segurança aos deputados da Câmara, novos e velhos, e recomenda que tomem cuidado com três três tipos de fraudes.

A primeira é a fraude do oportunista, quando uma pessoa mal-intencionada entra no gabinete pedindo emprego, mas quer cometer algum golpe como extorsão ou furto. A orientação é “deixe-a sob vigilância constante e mantenha seus pertences guardados”

Em seguida vem a fraude do falso deputado, quando um estelionatário tenta passar por suposto parlamentar e liga no gabinete pedindo que seja feito um depósito em sua conta por estar ocupado no momento. A orientação é verificar se é verdade se tratar mesmo do deputado,

E por último a fraude do Whatsapp. Neste caso, o chip do celular do parlamentar é clonado e o indivíduo pede dinheiro aos seus contatos. Orienta que o deputado configure seu aplicativo para evitar que isso ocorra. Fonte: Portal Veja

Veja Também