• quarta-feira , 17 outubro 2018

Obra de drenagem no DF cede com chuva e carro cai dentro de vala

Dono do carro diz que é segunda vez que ‘leva prejuízo do governo’; moradores afirmam que buraco estava tapado à noite. Responsável por obra, Secretaria de Infraestrutura disse que ‘providências estão sendo tomadas’.

Carro tombado em vala formada em estrada de chão em Sol Nascente, no Distrito Federal (Foto: Cláudio Araújo/Arquivo pessoal)

A chuva que voltou a cair no Distrito Federal na madrugada desta quinta-feira (25) fez ceder uma estrada de chão em Sol Nascente, entre os condomínios Santa Rosa e Pinheiros, e um carro que estava estacionado no local acabou escorregando para dentro da cratera.

Segundo moradores, o buraco havia sido cavado pela Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos para obras de drenagem e pavimentação, mas estava tapado durante a noite. A pasta informou que o buraco será fechado até a noite de sexta (26).

“O carro caiu em uma ‘vala de ramal’, onde existe um lençol freático e o solo estava umedecido. Todas as providências estão sendo tomadas para que o fato não se repita.”

Carro tombado em vala formada em estrada de chão em Sol Nascente, no Distrito Federal (Foto: Cláudio Araújo/Arquivo pessoal)

O dono do carro, Alisson dos Reis, gravou um vídeo em que diz ser a segunda vez que “leva prejuízo do governo”. Nas imagens é possível ver um operários e uma escavadeira. O carro está tombado no burado.

“Ele é a única coisa que tenho pra trabalhar, será que a gente vai ter que ficar desse jeito mesmo?

Dono de carro que caiu em vala de obra diz que é segunda vez que leva prejuízo do GDF

Obras em Sol Nascente

A Secretaria de Infraestrutura informou que está investindo R$ 220 milhões em obras de drenagem pluvial, pavimentação asfáltica, instalação de calçadas e de meios-fios no Sol Nascente.

Dos recursos, 75% vem da Caixa Econômica Federal e 25% do GDF. A previsão da pasta é que os trabalhos em toda a região sejam concluídos em 2019, com entregas parciais previstas para 2018.

As obras do “Trecho 1”, iniciadas em fevereiro de 2015, devem ser concluídas ainda no primeiro semestre de 2018. Segundo a secretaria, estão sendo executados 25 km de redes de drenagem, cinco lagoas de retenção e pavimentação de 305 mil m² de vias.

Até o momento, foram executados 95% das obras de drenagem e 85% de pavimentação e implantação de meios-fios. O investimento nesse trecho é de R$ 58,8 milhões.

Máquinas em obras de pavimentação no Sol Nascente, em Ceilândia, no DF (Foto: André Borges/Agência Brasília)

Já o “Trecho 2”, começado em agosto de 2015, deve ser entregue no segundo semestre do ano. As obras incluem 30 km de redes de drenagem, três lagoas de retenção e pavimentação de 493 mil m² de vias.

Dos serviços de drenagem, 76% foram executados e 44% da pavimentação está completa. A verba aplicada no trecho é de R$ 95,5 milhões.

O “Trecho 3” é o que ainda está no começo, tendo sido executados 15% das obras de drenagem, que prevêem 21 km de rede e três bacias. A pavimentação, de 450 mil m², ainda não foi iniciada. Serão construídas,

Veja Também