• quarta-feira , 20 fevereiro 2019

OAB entra com mandado de segurança por sigilo de advogado de Adélio

Zanone Manuel de Oliveira foi alvo de uma ação da Polícia Federal

Adélio Bispo, que esfaqueou Bolsonaro em 2018 (REPRODUÇÃO/Reprodução)

A OAB de Minas Gerais entrou com um mandato de segurança na 3ª Vara da Subseção Judiciária de Juiz de Fora para que o advogado criminalista Zanone Manuel de Oliveira não precise informar quem pagou seus honorários em sua defesa de Adélio Bispo.

Diz ainda que a medida só é possível quando “há indícios de autoria e materialidade da prática de crime pelo advogado” e diz que este não é o caso.

A OAB diz que foi supreeendida no dia 21 de dezembro com o cumprimento de mandados de busca e apreensão no escritório de Zanone. O local foi vasculhado pela Polícia Federal.

“Foram apreendidos materiais protegidos pelo sigilo profissional do advogado entre eles imagens de circuito de segurança do Hotel Maison Royal, livros caixa, recibos e comprovantes de pagamento de honorários e de seu aparelho telefônico”, diz a OAB.

“A despeito do que exige o artigo 7º, II, § 6º do Estatuto da OAB (Lei Federal nº 8.906/94), a OAB não foi previamente comunicada para acompanhar a diligência, que, em razão disso, é absolutamente nula”, diz trecho do documento. Fonte: Portal Veja

Veja Também