• domingo , 24 março 2019

Motorista alcoolizado fura blitz e provoca acidente em Santa Maria

Teste do bafômetro indicou a presença de 0,86 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões do condutor, quase três vezes maior do que o valor considerado crime pela legislação

Parte dianteira do veículo ficou totalmente destruída
(foto: Reprodução/Detran)

Um motorista embriagado por pouco não causou uma tragédia em Santa Maria na noite de domingo (24/2). Durante blitz do Departamento de Trânsito (Detran) e da Polícia Militar na Avenida Alagados, o condutor de um Fiat Siena cinza não respeitou a fiscalização e atingiu em cheio a traseira de outro veículo que estava na pista. O homem foi submetido ao teste do bafômetro e o resultado constatou a presença de 0,86 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões dele. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria).
A quantia é quase três vezes superior ao valor considerado crime pela Lei Seca, do Código de Trânsito Brasileiro, que é de 0,33mg/l. Condutores flagrados com índices superiores a este limite, além de multa no valor de R$ 2.934,70, perda de sete pontos na carteira, recolhimento da habilitação e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, devem responder a processo administrativo.
No acidente de ontem, com a força do impacto, os airbags do carro do motorista embriagado foram acionados. Além disso, o parachoque dianteiro do veículo ficou completamente destruído. A batida ainda amassou a traseira e o capô do outro automóvel envolvido no caso, que ainda colidiu em um terceiro carro. Estilhaços dos carros ficaram espalhados pela pista.

Veículo atingido também ficou danificado
(foto: Reprodução/Detran)

Ainda durante a blitz, as equipes abordaram outro condutor dirigindo sob o efeito de álcool. O teste do bafômetro constatou um nível de embriaguez ainda maior em relação ao primeiro motorista: 0,99 mg/l. O motorista também foi preso em flagrante e encaminhado à 33ª Delegacia de Polícia.
Ao fim da fiscalização, o Detran e a PM autuaram mais dois motoristas por embriaguez ao volante. Duas pessoas foram flagradas com a Carteira Nacional de Habilitação vencida e outras duas por não terem habilitação para conduzir veículo automotor. Ao todo, foram realizadas dez remoções ao depósito.

Lei Seca

De acordo com a Lei Seca do Código de Trânsito Brasileiro, qualquer concentração de álcool é infração, sem tolerância. Quem desobedece a legislação comete infração gravíssima. Motoristas com resultado entre 0,2 mg/l e 0,33mg/l ao assoprar o bafômetro têm de pagar a multa de R$ 2.934,70, perdem sete pontos na carteira, têm a habilitação recolhida e o direito de dirigir suspenso por pelo menos um ano.
Em caso de acidente que resulte em morte ou lesões graves no trânsito, as penas são mais duras. Quem beber e matar será enquadrado no crime de homicídio culposo, podendo ser condenado de cinco a oito anos de prisão, sem direito a fiança. Se o acidente provocar lesão grave ou gravíssima, a pena varia entre dois e cinco anos de reclusão, também sem direito a fiança.
Fonte Correio Braziliense

Veja Também