• segunda-feira , 18 fevereiro 2019

LG G8 poderá reinventar a forma como usamos os nossos celulares

Fabricante dá a entender que seu próximo smartphone será usado com movimentos suspensos

(Foto: Elson de Souza/Olhar Digital)

A LG criou um vídeo curioso para convidar a imprensa e a indústria para o seu evento durante o MWC 2019, que acontecerá no dia 24 de fevereiro. No teaser, a fabricante começa dizendo “Adeus toque”. O que isso poderia significar?

De todas as fabricantes de renome no mercado, a LG pode ser considerada uma das menos convencionais. Quando todos estavam acostumados com o botão de desbloqueio da tela na parte de cima ou lateral do dispositivo, a LG foi lá e colocou na parte traseira, introduzindo com isso o toque na tela para despertar o aparelho. Depois, quando todos estavam criando smartphones com baterias fixas, a LG foi lá e criou uma alternativa para manter a bateria removível. E assim por diante.

Contudo, isso não significa que a fabricante teve sempre sucesso, pois mudar o status quo do mercado não é uma tarefa fácil. Agora, o que me admira na LG é que a empresa nunca se cansa de tentar, e eu realmente gosto disso.

Agora, a LG está prestes a anunciar o LG G8 (ThinQ?) e, ao que tudo indica, poderá oferecer uma experiência de interação sem toque, mas por gestos no ar. Assista ao vídeo abaixo e tire as próprias conclusões:

Em 2013, a Samsung criou o recurso Air Gestures que, através de sensores de aproximação, permitia aos usuários interagirem com a tela sem precisar tocá-la. Desta forma, ao passar a mão por cima da tela, era possível controlar a rolagem da página com um movimento vertical, navegar na galeria de imagens do aparelho ou mesmo fazer uma captura de tela. O reconhecimento do movimento dos olhos – ou da cabeça – também permitia rolar a página para continuar a leitura de um artigo, por exemplo. Na época, a novidade chegou junto com o Galaxy S4. A própria LG já usou este tipo de recurso no aplicativo da câmera, por exemplo.

No momento em que o Android passa a usar o sistema de gestos para navegar entre as telas e aplicativos do sistema, a LG parece querer apimentar as coisas usando um sistema de sensores para reconhecimento de movimento suspenso em vez do toque na tela. Na época em que usei o Galaxy S4, a princípio, achei o recurso genial, mas com o tempo, como precisava tocar na tela para realizar a maioria dos comandos, acabei deixando a interação através dos gestos suspensos de lado. Será que em 2019 a LG poderá mudar isso?

Confesso que esta pequena dica da LG me deixou realmente curiosa para ver o novo LG G8, e você ? Via: Android Authority

Veja Também