• quarta-feira , 12 dezembro 2018

IPTU 2018: segunda parcela começa a vencer nesta segunda; veja calendário

Imóveis com inscrição final 1 e 2 devem pagar nesta segunda.

Casas em Brasília (Foto: Renato Araújo/Agência Brasília)

Nesta segunda-feira (16) começa a vencer a segunda cota do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Limpeza Urbana (TLP) do exercício de 2018. Os imóveis com inscrição final 1 e 2 são os primeiros contemplados. (Veja calendário abaixo).

O governo do Distrito Federal espera arrecadar R$ 775.575.045 com o IPTU e R$ 154.149.385 de TLP. No ano passado, foram recolhidos R$ 722.355 de imposto e R$ 140.630 de taxa. A inadimplência foi maior no caso do IPTU – 40% contra 22% da TLP.

Calendário de vencimento das parcelas do IPTU e da TLP de 2018 (Foto: Secretaria de Fazenda do DF/Divulgação)

Segundo o GDF, quem não pagar o imposto “corre o risco de ter o imóvel penhorado”, por apreensão judicial e “de ter o nome inscrito em dívida ativa”.

Segunda via

Quem não recebeu ou perdeu o boleto pode obter a segunda via no site da Secretaria de Fazenda. O documento também pode ser emitido em um posto do Na Hora, nas lojas de conveniência do BRB ou em agências da Receita do DF. O mesmo procedimento vale para quem quiser adiantar o pagamento das parcelas.

Cálculo do IPTU

O IPTU é calculado a partir da multiplicação da respectiva alíquota sobre o valor da propriedade – uma estimativa do preço de mercado. Os percentuais praticados no DF segundo o tipo de imóvel são:

  • 0,3% para casas e apartamentos usados exclusivamente como moradia
  • 1% para comércios ou terrenos com alvará de construção
  • 3% para terrenos com áreas vazias ou bens demolidos

Entrega dos carnês do IPTU começa nesta quinta no Centro de Quissamã, no RJ (Foto: Divulgação/Prefeitura de Quissamã)

Os recursos obtidos pela recolhimento do imposto podem ser usados pelo poder Executivo para “qualquer finalidade”, segundo o GDF, como pagamento de salários de servidores, pavimentação de ruas e reformas de equipamentos públicos.

Já a Taxa de Limpeza Urbana, como o nome indica, só pode ser revertida para ações e projetos que tenham relação com serviços de limpeza pública.

Fonte:  G1 DF.

Veja Também