• quarta-feira , 25 Abril 2018

GDF libera metade dos recursos atrasados do PDAF para escolas públicas

No total, serão repassados R$ 29,7 milhões. Dinheiro pode ser usado para reformas e pequenos reparos nas unidades, por exemplo

O Governo do Distrito Federal liberou nesta quarta-feira (10/1) R$ 15 milhões para o Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF). A quantia equivale à metade do valor estabelecido para ser repassado às escolas da rede pública. A liberação do dinheiro estava atrasada, o que poderia comprometer a volta às aulas, prevista para o dia 15 de fevereiro.

A verba de R$ 29,7 milhões, segundo os diretores de escolas, deveria ter sido paga até o fim de dezembro. O recurso é utilizado para despesas como compra de material didático, manutenção de equipamentos e pequenos reparos, além da execução de projetos pedagógicos.

“É com esse dinheiro que a gente compra o açúcar para o lanche, o material que faz a impressora funcionar, os produtos de limpeza para manter a escola aberta e até mesmo arrumamos uma torneira que estraga”, explicou Mabel Pereira, diretora da Escola Classe 13 de Ceilândia.

A liberação foi anunciada pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em vídeo postado nas redes sociais. “Serão 334 escolas beneficiadas”, afirmou. De acordo com ele, um novo repasse deve ser feito na próxima semana.

O PDAF foi criado em 2007 e virou lei em 2017. No primeiro semestre do ano passado, foram transferidos R$ 30 milhões a escolas aptas, recorde em repasse do programa. Mais de 600 das 673 unidades foram beneficiadas.

Com informações da Agência Brasília

Veja Também