• terça-feira , 12 dezembro 2017

Filme português exibido no Festival de Berlim entra em cartaz no DF

‘Colo’, de Teresa Villaverde, fica em cartaz até 22 de novembro junto com documentário brasileiro de Francisco C. Martins. Longa ‘Cidade dos sonhos’ permanece em exibição; meia-entrada custa R$ 6.

3Cena do filme ‘Colo’, da realizadora portuguesa Teresa Villaverde (Foto: Cine Brasília/Divulgação)

O filme “Colo”, da realizadora portuguesa Teresa Villaverde, entra em cartaz no Cine Brasília a partir desta quinta-feira (16). O longa foi selecionado para a 67ª edição do Festival Internacional de Berlim, em fevereiro deste ano, na Competição Oficial – considerada a mais importante. Também será exibido o documentário brasileiro “Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos”, Francisco C. Martins. A programação segue até dia 22 de novembro e a meia-entrada custa R$ 6.

A produção lusófona é um retrato intimista dos efeitos da crise econômica no país europeu em uma família de classe média. Neste cenário, o pai está desempregado e a mãe consegue uma segunda ocupação para aumentar a renda, mas vive cansada e convive pouco com a filha adolescente. Aos poucos, os três tornam-se estranhos e a jovem, deixada de lado pelos pais, começa a se rebelar.

Cena do filme ‘Colo’, da realizadora portuguesa Teresa Villaverde (Foto: Cine Brasília/Divulgação)

Já o filme brasileiro, que tem 1 hora e 20 minutos, revisita a vida e a obra de Maria Martins (1984-1973) – escultora, gravurista, pintora, desenhista e escritora. O documentário refaz a trajetória da artistas, desde os estudos na Europa com Oscar Jespers até a relação amorosa com Marcel Duchamp, nos Estados Unidos.

O filme “Cidade dos sonhos”, de David Lynch, em versão restaurada continua em exibição e a coprodução Argentina-Brasil “Invisível”, dirigida por Pablo Giorgelli – mesmo diretor do cultuado “Las acácias” – também entra em cartaz.

David Lynch (Foto: Frederick M. Brown / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)

Programação

Quinta (16)

  • 15h – Invisível
  • 16h40 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 18h20 – Colo
  • 20h40 – Cidade dos Sonhos

Sexta (17)

  • 15h – Invisível
  • 16h40 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 18h20 – Colo
  • 20h40 – Cidade dos Sonhos

Sábado (18)

  • 15h – Invisível
  • 16h40 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 18h20 – Colo
  • 20h40 – Cidade dos Sonhos

Domingo (19)

  • 15h – Invisível
  • 16h40 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 18h20 – Colo
  • 20h40 – Cidade dos Sonhos

Segunda (20)

  • 18h30 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 20h00 – Colo

Terça (21)

Não haverá sessão

Quarta (22)

  • 15h – Invisível
  • 16h40 – Maria – Não se esqueça que venho dos trópicos
  • 18h20 – Colo
  • 20h40 – Cidade dos Sonhos

Veja Também