• quinta-feira , 14 dezembro 2017

Estragos causados pela chuva complicam trânsito em várias pistas

Árvore caída e pista molhada após chuva na madrugada causam lentidão no trânsito em alguns pontos. Ao menos dois acidentes foram registrados

 
Os danos provocados pela forte chuva que atingiu várias regiões do Distrito Federal durante a madrugada desta quarta-feira (8/11) causam transtornos aos motoristas nesta manhã. O trânsito habitualmente congestionado nas principais pistas que cortam a capital ficou ainda mais complicado para quem segue rumo ao centro da capital. Na saída da Ponte JK, uma árvore caída na pista na chegada à L4 Norte causa retenção. Informações preliminares dão conta de que cones foram colocados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para evitar acidentes, o que causa lentidão no tráfego.

Um grande poça d’água na Ponte do Bragueto também está causando problemas para quem tenta atravessar o Eixão Norte. Há interdição parcial na via. Outras pistas de grande circulação nos horários de pico – como a EPNB, EPTG e as BRs 020, 040 e 070 – registram tráfego lento, pelo excesso de carros. Até por volta das 8h30, havia o registro de ao menos dois acidentes na Estrutural, na pista Sul, mas sem registro de feridos. Confira o mapa do trânsito nas principais vias.
Um carreta quebrou na faixa da direita na descida do Colorado, após o Ribeirão do Torto. O Departamento de Estadas e Rodagens (DER) esteve no local e o veículo foi removido da via às 9h15, de accordo com o DER. Há muita lama no local também (veja o vídeo abaixo). Para tentar desafogar o trânsito, o órgão estendeu o funcionamento da faixa reserva até às 9h30. A medida vale apenas para hoje.

 

Ventos fortes e muita chuva

O temporal que caiu na madrugada, somado à intensidade das rajadas de ventos assustou os moradores da cidade. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma árvore caiu na L4 Sul e outra no Lago Norte, em frente ao Clube do Congresso. A corporação também foi chamada para resgatar uma lancha que ficou à deriva no Lago Paranoá. Algumas quadras do Núcleo Bandeirante, Cruzeiro, Asa Norte, Asa Sul e Sudoeste ficaram sem energia elétrica nas primeiras horas da madrugada.

Em apenas sete dias, novembro registrou mais chuvas do que durante todo outubro. Na manhã de terça-feira, o Inmet havia marcado índice acumulado de 30,5 milímetros nessa primeira semana. No mês passado, choveu apenas 25,4 milímetros. O instituto ainda prevê a manutenção do tempo chuvoso durante toda a semana, o que deve contribuir para uma elevação ainda maior da pluviosidade até o fim de novembro, cuja média esperada pelo Inmet é de 231 milímetros.

Veja Também