• domingo , 24 março 2019

Em MG, pessoas continuam a ser deslocadas por risco em barragens da Vale

Nesta quarta-feira, segundo a empresa, cerca de 75 pessoas serão evacuadas das proximidades de cinco barragens

De Belo Horizonte – Na manhã desta quarta-feira (20/02), novos deslocamentos de pessoas foram realizadas em Nova Lima e em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, por risco de desabamento em cinco barragens da Vale. As primeiras famílias foram acionadas ainda no início do dia, na região do Rio do Peixe, próximo ao complexo Vargem Grande, em Nova Lima (MG).

Ao todo, 38 famílias estão sendo evacuadas. Segundo a Vale, as estruturas estão passando pelo processo de descomissionamento – que é a paralisação das atividades da barragem com a previsão de reaproveitamento de rejeito – anunciado após o rompimento da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). A tragédia vitimou 169 pessoas e 141 ainda estão desaparecidas.

Equipes da empresa que estavam no local informaram que até o início da tarde a barragem ainda não havia entrado na classificação de nível 2, que é quando soam os alertas. Assim que todas as famílias da região afetada forem comunicadas, a sua classificação será elevada para nível 2, interditando a comunidade e seus acessos.

Em caso de rompimento desta barragem, a lama pode chegar até o Rio das Velhas que, junto com o Paraopeba, garantem o abastecimento de água de toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em nota, a empresa informou ainda que o descomissionamento da barragem a montante de Vargem Grande, que havia sido anunciado em 4 de fevereiro, faz parte desse processo. Para garantir a segurança de moradores da Zona de Autossalvamento (ZAS), a realocação já foi iniciada.

Os moradores da ZAS de Forquilha I, Forquilha II e Forquilha III e Grupo, em Ouro Preto, também serão retirados de suas casas. Elas fazem parte das dez barragens inativas da Vale, e estão no plano de aceleração de descomissionamento já anunciado pela empresa. As quatro barragens inativas em Ouro Preto estão localizadas no entorno da mina de Fábrica, cuja produção será mantida pelo processamento a seco dos rejeitos.

Histórico
No último fim de semana, moradores de São Sebastião das Águas Claras, distrito conhecido como Macacos, em Nova Lima, também tiveram que evacuar os imóveis por conta da elevação de risco da barragem da Mina Mar Azul.

Nesta quarta, os moradores locais fizeram uma manifestação, reivindicando mais informações sobre a situação da barragem, esclarecimentos sobre o que acontecerá daqui para a frente e mais suporte pela Vale.

Fonte Metrópoles

 

Veja Também