• domingo , 24 março 2019

Eduardo Bolsonaro critica saída de Lula e é atacado até por apoiadores

Filho do presidente chama de ‘absurdo’ pedido do petista para ir a funeral do neto que morreu nesta sexta; ‘Às vezes, você extrapola’, disse uma seguidora

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou o pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para deixar a prisão e ir ao velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, que morreu nesta sexta-feira aos 7 anos vítima de meningite meningogócia. O parlamentar classificou o pedido de “absurdo” e disse que o “larápio” iria aproveitar o funeral “posando de coitado”.

“Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum. Quando o parente de outro preso morrer ele também será escoltado pela PF para o enterro? Absurdo até se cogitar isso, só deixa o larápio em voga posando de coitado”, escreveu.

A publicação gerou mais de 1.800 comentários, mas a grande maioria deles foi para criticar o filho do presidente Jair Bolsonaro, que foi chamado, entre outras coisas, de insensível, de falta de humanidade, de pessoa sem compaixão e de explorar politicamente o episódio.

A saraivada de críticas veio até de seguidores que normalmente apoiam o deputado nas redes sociais. Veja algumas abaixo:

 

A maioria das críticas, no entanto, veio de opositores do deputado e do governo do seu pai. Boa parte dos usuários lembrou das investigações envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), seu ex-motorista Flávio Queiroz e o suposto desvio de verbas de assessores de seu gabinete quando ele era deputado estadual no Rio.

 

Veja Também