• quarta-feira , 14 novembro 2018

Defesa Civil vistoria Torre de TV de Brasília e descarta risco na estrutura

Órgão recomenda que administração faça plano de manutenção. ‘Risco não existe’, diz secretário.

Torre de TV, em Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)

A estrutura da Torre de TV de Brasília foi vistoriada pela Defesa Civil nesta quinta-feira (1º). Os agentes descartaram qualquer risco de queda.

“Não há risco de desabamento estrutural da torre e não observamos risco de queda de materiais”, disse o subsecretário da Defesa Civil, Sérgio Bezerra.

O órgão decidiu vistoriar a torre depois que relatórios de problemas de estrutura em prédios públicos ganharam visibilidade devido ao desabamento do viaduto no Eixão, em 6 de fevereiro. Desde então, foram avaliadas as pontes do Bragueto, JK e Honestino Guimarães.

“Fomos do térreo ao mezanino. As únicas coisas que observamos foram pequenas corrosões no metal, o que é natural, e algumas infiltrações bem pequenas, bem pontuais, que também podem ser corrigidas”, completou. A Defesa Civil voltará à torre na manhã desta sexta-feira (2), agora para avaliar a estrutura metálica.

O órgão recomendou que a administração da Torre de TV corrija as infiltrações e providencie “junto às intâncias superiores” a pintura e a recuperação das corrosões, além de fazer um plano de manutenção. O prazo é de 60 dias.

“Não é um edifício qualquer, para o qual já existam parâmetros de engenharia para manutenção.”

Problemas na Torre de TV de Brasília: corrosão na ferragem (Foto: TV Globo/Reprodução)

Os problemas

Na Torre de TV, a reportagem encontrou ferragens com corrosão e fiação exposta, além de paredes e teto com infiltrações. No mezanino, um balde espera pelas goteiras depois das chuvas.

Problemas na Torre de TV de Brasília: balde apara goteiras (Foto: TV Globo/Reprodução)

O secretário de Turismo, Jaime Recena, afirmou que há um contrato vigente para a manutenção do espaço. Ele disse que as corrosões e infiltrações não oferecem risco para a população nem para o visitante.

“[Falar de risco de estrutura] é uma notícia irresponsável, com o intuito de alarmar a população para um risco que não existe”, declarou Recena.

 

Veja Também