• quinta-feira , 14 dezembro 2017

Confira o que abre e o que fecha no feriado do Dia do Evangélico, no DF, nesta quinta

Ônibus rodam normalmente; Metrô abre apenas 9 das 24 estações. Espaços culturais abrem, e bibliotecas fecham; feriado existe apenas no DF, e foi definido em lei de 1995.

Passageiros aguardam ônibus na rodoviária do Plano Piloto (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Serviços públicos do Distrito Federal fecham as portas ou alteram o horário de atendimento nesta quinta-feira (30), em razão do Dia do Evangélico. A data é celebrada em todo o país, mas se tornou feriado apenas no DF, com uma lei distrital aprovada em 1995. Postos de saúde e ambulatórios devem ficar fechados durante todo o dia, e o Metrô adota escala reduzida.

Na Polícia Civil, as delegacias abrem em esquema de plantão. Segundo o governo, a maior parte dos centros culturais abre no feriado (veja abaixo) – a exceção são as bibliotecas públicas. Fechada durante a semana para manutenção, a Torre de TV estará aberta para visitação nesta quinta.

Confira o funcionamento dos serviços públicos e espaços de cultura do DF nesta quinta (30):

Prédios públicos

BRB: agências fechadas na quinta.

Hemocentro: prédio fechado na quinta. Mais informações pelo telefone 160, opção 2.

Na Hora: unidades fechadas.

Procon: sem atendimento na quinta.

Secretaria de Fazenda: atendimento indisponível por telefone e nas agências físicas. Na web, é possível registrar a dúvida para resposta posterior. A emissão de boletos pela internet segue disponível.

Saúde: UPAs e emergências hospitalares funcionam normalmente, segundo o governo. Já os postos de saúde e os ambulatórios ficam fechados no feriado.

Polícia Civil: em esquema de plantão. Ficam abertas as seguintes delegacias: 1ª DP, 4ª DP, 5ª DP, 6ª DP, 13ª DP, 18ª DP, 20ª DP, 21ª DP, 23ª DP, 24ª DP, 26ª DP, 27ª DP, 30ª DP, 31ª DP e 33ª DP. A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) e as duas da Criança e do Adolescente (DCA I e II) também ficam abertas.

A Delegacia Eletrônica e o telefone 197 ficarão disponíveis durante as 24 horas do feriado, segundo o governo.

Transporte público

Ônibus: Segundo o DFTrans, a escala de ônibus não será reduzida nesta quinta, e os veículos rodam na mesma frequência de um dia de semana comum. “De acordo com a demanda, poderá haver adequações de horários ao longo do dia”, diz o governo.

Metrô: de acordo com a direção, apenas nove estações terão embarque e desembarque, de 7h às 19h. Ficam abertas as estações: Central, Shopping, Guará, Águas Claras, Relógio, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Furnas e Terminal Samambaia.

Pontos turísticos

Jardim Botânico
(Área Especial, Setor de Mansões Dom Bosco, entrada pela subida da QI 23 do Lago Sul)
Abrirá das 9 às 17 horas. O ingresso custa R$ 5. Crianças com até 11 anos de idade e pessoas com deficiência ou acima dos 60 anos não pagam para entrar.

Jardim Zoológico
(Avenida das Nações – L4 Sul)
Será aberto normalmente durante o feriado, das 8h30 às 17 horas. A entrada custa R$ 10. Crianças de 6 a 12 anos, estudantes, idosos (pessoas acima de 60 anos), professores e beneficiários de programas sociais do governo pagam meia-entrada. Para crianças de até 5 anos e pessoas com deficiência, o ingresso é gratuito.

Planetário de Brasília
(Eixo Monumental, atrás do Centro de Convenções Ulysses Guimarães)
Abrirá no feriado (30) com o horário de fim de semana: das 8 às 20 horas.

Catetinho
(Km 0, BR-040)
Ficará aberto das 9 às 17 horas.

Torre de TV
(Eixo Monumental, s/n, Jardim Burle Marx)
Abrirá normalmente no feriado, das 9 às 19 horas.

Torre de TV Digital
(Estrada Parque Contorno, DF-001, Bairro Colorado, subida para Sobradinho, após a Academia da Polícia Federal)
Visitação suspensa para manutenção.

Memorial dos Povos Indígenas
(Eixo Monumental, em frente ao Memorial JK)
Aberto das 10 às 17 horas.

Museu Nacional
(Setor Cultural Sul, perto da Rodoviária do Plano Piloto)
Funcionará das 9 horas às 18h30. Só está aberto o piso térreo, com as exposições: “Traços Suspensos: desenhos de Mateus Gandara”; “Do peixe vivo a geração Coca-Cola; e Teleport city — A arte como veículo do tempo”.

A parte superior está fechada para a preparação da mostra Contraponto — Coleção Sérgio Carvalho.

Veja Também