• quarta-feira , 20 fevereiro 2019

Condenado por tentar matar mulher e agredir bebê terá de pagar R$ 30 mil à família no DF

Sentença também inclui 7 anos e 2 meses de prisão; cabe recurso. Juiz reconheceu danos morais porque mulher apanhou na rua.

Fachada da sede do Ministério Público do Distrito Federal — Foto: Gabriel Luiz/G1

A Justiça do Distrito Federal condenou nesta semana, por tentativa de homicídio qualificado e lesão corporal grave, um homem acusado de tentar a companheira com o filho recém-nascido nos braços, em 2015. Além de prisão, a sentença prevê indenização de R$ 30 mil por danos morais.

A pena foi definida nesta terça-feira (22), e o resultado, divulgado pelo Ministério Público do DF nesta quinta (24). Na decisão, o Tribunal do Júri de São Sebastião condenou o homem a 7 anos e 2 meses de reclusão, em regime inicial fechado.

Os jurados acataram as duas qualificações da tentativa de homicídio apresentadas pelo MP: motivo fútil e feminicídio. Segundo a denúncia, a violência começou porque o homem viu a mulher conversando com um vendedor que passava pela rua.

A criança de colo também foi atingida antes que os vizinhos conseguissem intervir. Depois, o homem ainda tentou afogar a mulher em uma caixa d’água, mas foi impedido pela enteada mais velha e pela chegada da Polícia Militar.

Indenização

O crime aconteceu em 9 de dezembro de 2015 no bairro Bela Vista II, em São Sebastião. Segundo o Ministério Público, a indenização por danos morais é necessária porque os vizinhos presenciaram a violência doméstica.

“O réu atuou com menosprezo à condição de mulher daquela que era sua companheira há anos”, diz o MP em material divulgado à imprensa.

Fonte: G1

Veja Também