• domingo , 27 Maio 2018

Como criptografar o disco rígido do seu PC

(Foto: iStock / Olhar Digital)

Um recurso anunciado em março finalmente foi liberado para usuários do Google Chrome a partir desta semana. O browser chegou à edição 66 com um novo sistema que bloqueia, por padrão, todos os vídeos que começam automaticamente com som na web.

Segundo o Google, os vídeos só serão reproduzidos se começarem a tocar sem som, se você clicar ou interagir com eles, ou se você já “demonstrou interesse na mídia” daquele site, explicou, na época do anúncio, o The Verge.

De acordo com o TechCrunch, o Google conta como demonstração de interesse se você frequentemente acessa vídeos naquele site, se você tocou ou clicou na tela do vídeo enquanto navega ou se você adicionou o site à tela inicial do celular.

Ou seja, sites específicos de vídeo, como YouTube, Netflix e Facebook, por exemplo, naturalmente serão liberados da nova regra por padrão. Mas propagandas ou vídeos incorporados às páginas de texto que você acessa podem ser barrados a partir de agora.

O novo recurso havia sido prometido para o Chrome 64, lançado em janeiro, mas foi adiado para a versão 66. Naquele update, o Google incluiu no navegador a opção de “Ignorar site”, que deixa endereços específicos mudos para sempre.

Com o novo recurso, o próprio Chrome é quem vai decidir quais vídeos devem ser bloqueados ou não, de acordo com as suas preferências, mesmo que o site hospedando o tal vídeo ainda não tenha sido “ignorado” por você.

Ainda assim, o usuário poderá desbloquear o vídeo se quiser. Vale lembrar que o novo recurso do browser não só deixa a experiência na internet menos irritante, mas também economiza dados quando navegando pela web no celular.

Veja Também