• domingo , 24 março 2019

Chanceler Ernesto Araújo exalta ditadura e omite repressão

Fã da ditadura

Ernesto Araújo: ele faltou à aula de história (Saul Loeb/AFP)

Na aula inaugural no Itamaraty, o chanceler Ernesto Araújo argumentou que o Brasil foi o país que mais cresceu entre os anos de 1970 a 1975, graças à proximidade com os Estados Unidos.

Só omitiu que foi o período de maior repressão da ditadura vigente.

Fonte Veja

 

Veja Também