• domingo , 22 julho 2018

CEO da Waymo diz que sua tecnologia teria evitado acidente com carro da Uber

(Foto: Reprodução)

O CEO da unidade de direção autônoma da Alphabet, a Waymo, afirma que a tecnologia da empresa não teria se envolvido no acidente que o carro da Uber se envolveu na semana passada.

Segundo a Reuters, o executivo, John Krafcik, afirmou durante uma reunião da National Automobile Dealers Association, em Las Vegas, que a empresa está a caminho de atingir o seu objetivo de reduzir as mortes causadas por acidentes de trânsito. “Na Waymo, temos muita confiança de que nossa tecnologia seria capaz de lidar com uma situação como essa”, disse Krafcik, referindo-se a um cenário em que um pedestre atravessa a rua à noite.

Na noite de 18 de março, um carro autônomo da Uber atropelou e matou uma pedestre no Arizona, Estados Unidos. Apesar de poucas informações terem sido divulgadas até agora, a um vídeo liberado pela polícia mostra que o carro estava andando em uma via escura e não detectou a presença da vítima.

Vale lembrar que, no mês passado, a Uber aceitou pagar US$ 244 milhões ao Google por roubo de tecnologia. O engenheiro Anthony Levandowski, que liderou o projeto de carros autônomos da Uber em 2017, roubou 14 mil arquivos confidenciais antes de deixar seu posto na Waymo, em dezembro de 2015.

A Waymo vem pesquisando a tecnologia autônoma desde 2009 e já conta com 8 milhões de quilômetros percorridos em estradas públicas, o que coloca a empresa entre as mais desenvolvidas do setor.

Veja Também