• quarta-feira , 21 Fevereiro 2018

Avenidas de Ceilândia, no DF, terão velocidade máxima reduzida para 50 km/h

Na via N3, que liga duas rodovias nacionais, foram registradas 12 mortes nos últimos cinco anos. Detran trabalha com ‘estatísticas e informações’, diz diretor.

Detran diminui velocidade máxima de vias com grande número de atropelamentos

O Detran vai alterar a velocidade das avenidas N2 e N3, em Ceilândia, no Distrito Federal. A decisão foi tomada para tentar reduzir o número de acidentes na região. Na via N3, foram registradas 12 mortes nos últimos cinco anos – a avenida liga a BR-060 à BR-070.

A mudança deve começar a valer no fim de fevereiro, segundo o diretor-geral do órgão, Silvain Fonseca. A velocidade máxima será reduzida de 60km/h para 50km/h ao longo de toda a extensão das avenidas.

“Queremos manter a fluidez das vias, mas reduzir a possibilidade de acidentes, principalmente os de de natureza grave.”

No Gama e no Guará

Mudanças recentes no trânsito foram colocadas em ação no Guará e no Gama. Na semana passada, na QE 20 do Guará 2, o Detran instalou um radar para flagrar quem fura o sinal.

Em novembro, naquele lugar, uma moradora morreu atropelada por um ônibus ao atravessar a rua. A perícia da Polícia Civil disse que não possível afirmar se o sinal estava vermelho para o motorista.

No Gama, em dezembro, foram instaladas barreiras eletrônicas na quadra 24 do Setor Oeste. Foi lá que, em agosto, cinco pessoas da mesma família foram atropeladas em um domingo de manhã. Três morreram no local – entre elas, um bebê de seis meses e a mãe. Segundo a polícia, o motorista, um adolescente de 17 anos, tinha bebido e tentou fugir, mas foi detido depois.

Radar de velocidade na via N3, em Ceilândia (Foto: TV Globo/Reprodução)

Veja Também