• quarta-feira , 17 outubro 2018

Arrastão em parada de ônibus e roubo a imobiliária marcam madrugada no DF

Nos dois casos, suspeitos focaram em roubar celulares. Crimes ocorreram em Ceilândia e no Recanto.

Imobiliária

O crime na imobiliária ocorreu na 23ª DP, na QNJ 9 de Ceilândia. Oito pessoas foram assaltadas por dois homens que não esconderam o rosto e levaram celulares, carteiras e relógios.

“Eles estavam perguntando se alguém era policial. Se alguém estava armado. Pedindo para a gente levantar a camisa, para não ter risco nenhum para eles”, relatou uma vítima, que não quis se identificar.

Depois de três minutos, fugiram em uma moto. Um deles, de 23 anos, foi pego no Condomínio Sol Nascente com cinco dos seis celulares roubados. Ele foi preso por receptação: segundo a PM, revenderia os aparelhos. Havia mais 30 telefones roubados na casa dele.

Suspeito de roubos de celulares é preso no DF (Foto: TV Globo/Reprodução)

Arrastão

O arrastão na parada de ônibus ocorreu na quadra 508 do Recanto das Emas. Um grupo de amigos ouvia música na porta de casa quando um carro, com dois homens dentro, passou. Depois, voltou de ré. Um deles desceu armado e anunciou o assalto.

Segundo as vítimas, ele era agressivo. “Apontou a arma e mandou todo mundo entregar o celular. Falou: ‘Olha! Se correr a bala vai cantar’.” O criminoso tinha pedido o boné de uma das vítimas. Como ela resistiu, ele pegou a caixa de som e bateu na cara.

Depois do susto, as vítimas disseram que conseguiram avisar um policial civil sobre o assalto e, na perseguição, a viatura se envolveu num acidente. Um carro de passeio foi desviar dos bandidos e fechou a polícia. Mas a PM prendeu os dois, de 18 e 19 anos, no Riacho Fundo 2. Um deles ainda tentou se esconder em uma casa.

“Lá estava um deles, para nossa surpresa sentado, onde havia um aniversário, dizendo que fazia parte. Que era um dos convidados. Feita a abordagem, a gente encontrou uma bolsa com vários celulares e uma pistola”, declarou o subtenente barreto, do 27º Batalhão.

De acordo com os policiais, eles também tinham assaltado pedestres em Taguatinga e Samambaia. O carro em que os bandidos estavam era roubado. Dentro, bolsa, malote, celulares e uma arma. O carro estava batido e com pneu estourado porque os homens subiram em calçadas durante a fuga. Na delegacia, ao menos dez vítimas os reconheceram.

 

Veja Também