• quinta-feira , 14 dezembro 2017

Apple pode ter oferecido ajuda ao FBI para desbloquear celular

(Foto: reprodução)

No ano passado, a Apple se recusou a ajudar o FBI a desbloquear o iPhone do atirador de San Bernardino. No entanto, agora a empresa parece estar disposta a cooperar com a agência de investigação norte-americana no caso do atirador do Texas.

Conforme relata o Engadget, o agente especial do FBI, Christopher Combs, reclamou durante uma conferência para imprensa que a agência não conseguiu entrar no telefone do atirador do Texas. Fontes indicam que, logo em seguida, a empresa ofereceu assistência e até prometeu “acelerar a sua resposta a qualquer processo legal”.

A empresa afirma que o FBI ainda não pediu ajuda para desbloquear o celular; além disso, relatórios indicam que as autoridades perderam a janela de 48 horas que lhes permitiria desbloquear o dispositivo simplesmente usando a impressão digital do atirador.

 Agora, a agência precisa encontrar um meio legal para chegar ao conteúdo do telefone e pedir para a Apple através de uma ordem judicial.

Veja Também