• terça-feira , 21 novembro 2017

Após rompimento do PDT, Rollemberg exonera secretário de Trabalho

Secretária-adjunta assume pasta interinamente. Saída foi publicada no Diário Oficial desta terça.

O agora ex-secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes, em divulgação no Palácio do Buriti (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

O agora ex-secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes, em divulgação no Palácio do Buriti (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

O governador Rodrigo Rollemberg decidiu exonerar o secretário Gutemberg Gomes da secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh). A saída foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (17). No lugar dele, de forma interina, fica a secretária-adjunta, Marlene de Fátima Azevedo Silva.

A mudança se dá após o rompimento do PDT com o governo, anunciado há uma semana. Na ocasião, o partido disse que sairia da base aliada e “colocaria à disposição” os cargos que são, atualmente, ocupados por seus filiados.

A decisão foi oficializada após um mês de “cisão”, motivada pela reforma da previdência dos servidores distritais e outras discordâncias em projetos. Em nota, o partido diz que “continuará a votar favoravelmente a projetos que considera importantes para a população e cidade, de acordo com seu programa e estatuto”.

Entenda

Desde o início da gestão do atual governador, em 2015, o PDT ocupou cargos importantes no governo e era considerado um dos principais aliados. O PDT chefiava a secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, que é considerada “supersecretaria”.

Em nota na época, o Palácio do Buriti disse lamentar a decisão do PDT, “que o obrigará a rever o espaço administrativo que o partido ocupava até então”. O governo disse esperar “que o PDT realmente respeite os seus compromissos com a cidade e sua população e vote a favor de projetos que sao do interesse e importantes para o desenvolvimento econômico e social do Distrito Federal”.

Guará

Na mesma canetada, o goverador aproveitou para retirar André Brandão Péres da administração do Guará. No lugar, fica Luiz Carlos Delfino do Nascimento Júnior.

Veja Também