• terça-feira , 20 novembro 2018

Agefis faz derrubada em obra a 300 metros de administração regional

Supermercado está sendo erguido em uma área ambiental próxima à administração de Vicente Pires

A Agência de Fiscalização (Agefis) fez uma grande derrubada e apreensão de materiais de construção em uma obra irregular de Vicente Pires na manhã desta segunda-feira (12/3).  O espaço onde seria construído um supermercado fica a apenas 300 metros da sede da Administração Regional.

A ação teve início com a derrubada do alambrado que cerca o terreno. Materiais como vigas de aço, areia, brita e tábuas de madeira foram recolhidos pelos fiscais da agência.

A operação ocorreu na Rua 8, esquina com a Rua 5. Operários e máquinas trabalhavam a todo vapor para erguer o supermercado num terreno de 5 mil metros. O espaço integra a Área de Proteção Permanente (APP), onde esse tipo de obra é proibida.

 

O local, inclusive, consta no Mapa de Combate à Grilagem e Ocupações Irregulares da Agefis e está marcado em vermelho, indicando que a edificação não tem alvará e deve ser demolida.

Morte em obra irregular
A insistência de empresários em construir sem autorização em Vicente Pires já provocou consequências graves. Em 20 de outubro, o técnico em edificações Agmar Silva, 55 anos, morreu após um prédio desabar na Colônia Agrícola Vicente Pires.

Segundo o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal (CAU-DF), a empresa “Agmar e Lissandra” não tem registro. De acordo com a entidade, a edificação de seis pavimentos que era construída no local não tinha sequer o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT).

Veja Também