• quarta-feira , 12 dezembro 2018

Adolescente morre após capotar carro roubado em perseguição policial em Ceilândia, no DF

Suspeito não obedeceu ordens de parada, diz PM. Veículo foi roubado de vendedora ambulante.

Um adolescente de 17 anos morreu após capotar o carro em uma perseguição policial em Ceilândia, no Distrito Federal. Segundo a Polícia Militar, o veículo era roubado. A fuga que terminou em morte ocorreu por volta das 20h40 desta terça-feira (27).

O suspeito perdeu o controle do carro na BR-070, em Ceilândia Norte. Ele bateu contra uma grade de contenção, cruzou o gramado da rodovia, e o veículo capotou. A PM informou que não sabia a velocidade do carro, mas disse que estava “bem acima” dos 80km/h permitido na via.

Com a força da batida, o rapaz foi arremessado cerca de 30 metros do carro. Ele caiu no estacionamento de um mercado atacadista. Os bombeiros levaram o suspeito ao Hospital Regional de Ceilândia, mas o adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 23h30.

Perseguição e fuga

Fachada do Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal (Foto: TV Globo/Reprodução)

A perseguição começou quando policiais militares receberam chamado por um roubo de carro no Setor P Norte, em Ceilândia. De acordo com o boletim de ocorrência, os PMs passaram por um veículo do mesmo modelo com os faróis apagados e verificaram, pela placa, que o carro era roubado.

Ainda segundo o boletim, os policiais dispararam “sinais sonoros e luminosos” para obrigar o adolescente a parar o carro. Mesmo assim, ele fugiu. Não há registro de troca de tiros.

Roubo a vendedora

De acordo com a PM, o carro foi roubado na tarde de terça-feira (27). A dona dele é uma vendedora ambulante que relatou ser abordada por dois suspeitos em frente a uma faculdade de Ceilândia. Um deles estava armado.

Não se sabia, até a última atualização desta reportagem, se o adolescente morto na perseguição apenas recebeu o carro ou se também era um dos suspeitos de ter roubado a vendedora. As investigações são tocadas pela 24ª Delegacia de Polícia, no Setor O, em Ceilândia.

O adolescente que morreu na perseguição tinha, segundo a PM, passagens por atos infracionais análogos a roubo a transeunte e uso e porte de entorpecente.

 

Veja Também