• quarta-feira , 15 agosto 2018

70% dos deputados distritais tentarão arrecadar dinheiro com ‘vaquinha virtual’

Levantamento feito pelo portal G1 consultou todos os parlamentares. Crowdfunding é permitido pela nova Lei Eleitoral.

Deputados em sessão na CLDF (Foto: Letícia Carvalho/G1)

Dos 24 deputados distritais, 17 decidiram que vão arrecadar dinheiro para a campanha por meio de “vaquinha” na internet. O levantamento do G1 questionou todos os parlamentares, e apenas dois declararam não recorrer ao financiamento coletivo – sendo que cinco disseram ainda não haver definição sobre o assunto até esta quarta-feira (23).

Também foi questionado as aspirações políticas dos deputados para o ano que vem. Do total, 16 vão tentar reeleição como distrital, três vão tentar mandato de deputado federal, três buscam ser senador e dois disseram que ainda não há decisão sobre isso.

Os divergentes

Apenas Agaciel Maia (PR) e Reginaldo Veras (PDT) declararam descartar o “crowdfunding” para usar apenas recursos próprios. Mais rico dos distritais, com patrimônio declarado de R$ 8,2 milhões, Agaciel disse que sempre fez campanha se autofinanciando. Já Reginaldo Veras afirmou condenar as “vaquinhas” virtuais: “Isso pode se transformar num caixa dois disfarçado de modernidade eletrônica”.

Deputados distritais Agaciel Maia (PR) e Reginaldo Veras (PDT) (Foto: CLDF)

Os 17 deputados que escolheram embarcar na novidade relataram que receberam a “bênção” do partido para isso. Entre os argumentos, estimam que a medida pode aumentar a transparência e melhorar a qualidade da prestação de contas à Justiça Eleitoral.

Quanto aos cinco distritais que ainda não fecharam questão sobre o assunto, declararam que continuam analisando e conhecendo as plataformas ou aguardando orientação do partido.

Vaquinha

A doação de dinheiro de pessoas físicas para pré-candidatos na eleição deste ano por meio do “crowdfunding” estará liberada desde o dia 15 deste mês.

A novidade foi legalizada no ano passado, na minirreforma eleitoralaprovada pelo Congresso e surgiu na esteira da proibição, em 2015, das doações empresariais para os políticos.

O objetivo é não apenas suprir financeiramente as campanhas, mas promover maior participação e engajamento dos eleitores na campanha.

Esse tipo de doação só será possível por meio de empresas/sites autorizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Futuro

A reeleição é considerada um caminho natural para os deputados distritais. Ainda mais porque não existe um limite imposto em lei para a quantidade de mandatos sucessivos. Portanto, um deputado pode continuar se elegendo indefinidamente.

Deputado distrital Wasny de Roure (PT) tentará vaga no Senado (Foto: CLDF/Divulgação)

O deputado Wasny (PT) é o que está há mais tempo lá, desde a inauguração da CLDF, em 1991. No entanto, a biografia dele na Câmara Legislativa foi interrompida quando assumiu os mandatos de deputado federal e, depois, de suplente. Agora, busca se eleger senador.

Chico Leite (Rede) está há mais legislaturas sucessivas na Câmara: desde 2003. Ele também pretende tentar uma vaga das duas vagas abertas ao Senado nestas eleições. O terceiro na disputa pelo Senado é o presidente da Câmara, Joe Valle (PDT), que desistiu de concorrer ao Palácio do Buriti, mas que também declara que tudo pode mudar até as eleições.

Para a Câmara dos Deputados, vão se lançar a ex-presidente da CLDF Celina Leão (PP), o distrital que recebeu mais votos, Julio Cesar (PRB), e o deputado Professor Israel (PV), que se declarou o mais “pobre” entre os colegas.

Os distritais e as vaquinhas

Deputado distrital Crowdfunding? Em 2018, vai tentar…
Agaciel Maia NÃO REELEIÇÃO
Bispo Renato Andrade INDEFINIDO REELEIÇÃO
Celina Leão SIM DEPUTADO FEDERAL
Chico Leite SIM SENADO
Chico Vigilante SIM REELEIÇÃO
Cláudio Abrantes SIM REELEIÇÃO
Cristiano Araújo INDEFINIDO REELEIÇÃO
Joe Valle SIM SENADO
Juarezão SIM REELEIÇÃO
Julio César SIM DEPUTADO FEDERAL
Liliane Roriz SIM INDEFINIDO
Lira SIM REELEIÇÃO
Luzia de Paula SIM REELEIÇÃO
Professor Israel SIM DEPUTADO FEDERAL
Professor Reginaldo Veras NÃO REELEIÇÃO
Rafael Prudente INDEFINIDO REELEIÇÃO
Raimundo Ribeiro INDEFINIDO INDEFINIDO
Ricardo Vale SIM REELEIÇÃO
Robério Negreiros SIM REELEIÇÃO
Rodrigo Delmasso SIM REELEIÇÃO
Sandra Faraj SIM REELEIÇÃO
Telma Rufino SIM REELEIÇÃO
Wasny de Roure SIM SENADO
Wellington Luiz INDEFINIDO REELEIÇÃO

 

Veja Também