• quinta-feira , 18 outubro 2018

Esplanada dos Ministérios amanhece com grades após dia de manifestações

Local ainda tinha lixo deixado por grupos contrários e favoráveis a Lula. Secretaria não desmontou estrutura.

Grades na Esplanada dos Ministérios após manifestações contrárias e favoráveis à prisão de Lula (Foto: Ana Luiza de Carvalho/G1 )

No dia seguinte às manifestações de grupos favoráveis e contrários ao habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Esplanada dos Ministérios ainda estava com grades por volta das 10h desta quinta-feira (5). Os atos começaram a se dispersar por volta das 20h de quarta-feira (4).

A estrutura dividia os grupos favoráveis à prisão de Lula, que estavam do lado direito da via no sentido Congresso Nacional, e os grupos contrários, ocupando o lado esquerdo. A distância entre cada grade era de cerca de 10 metros.

Na manhã desta quinta, as grades estavam erguidas da Alameda dos Estados até a altura da Catedral Metropolitana. Em alguns pontos da ciclovia, fragmentos da grade foram derrubados. A cerca próxima ao meio-fio também estava no chão.

Lixo no gramado da Esplanada dos Ministérios após manifestações do habeas corpus de Lula (Foto: Ana Luiza de Carvalho/G1 DF)

Além das grades, objetos como garrafas d’água vazias, sacos plásticos e panfletos estavam jogados pelo gramado e pelas pistas.

De acordo com o gari Fábio Rodrigues, a situação não era de caos porque uma equipe de limpeza pública esteve na Esplanada durante a madrugada.

“O pessoal veio depois da manifestação e juntou o lixo, aí sobrou isso”, contou. Na manhã desta quinta, elera o único servidor trabalhando no local.

Lixo no gramado da Esplanada dos Ministérios após manifestações do habeas corpus de Lula (Foto: Ana Luiza de Carvalho/G1 DF)

Veja Também